Após empates diante de Palmeiras e Joinville, a Chapecoense venceu, neste domingo (29), seu primeiro jogo após o início de sua reconstrução. Exatamente dois meses após o acidente que vitimou atletas, comissão técnica e jornalistas na Colômbia, a Chape bateu o Inter de Lages, por 2 a 1, na Arena Condá, iniciando com o pé direito a briga pela manutenção do título do #Campeonato Catarinense.

Com um time bem diferente do que enfrentou o Joinville na quinta-feira (26), pela Primeira Liga, a Chape só precisou de 5 minutos para fazer a alegria do torcedor, quando Rossi avançou em velocidade pela direita e cruzou para Niltinho fazer 1 a 0.

Publicidade
Publicidade

O Inter quase empatou aos 28 minutos. O zagueiro Douglas Grolli errou o carrinho em Parrudo, que foi até a linha do fundo, driblou o marcador e chutou para ótima defesa do goleiro Arthur Moraes.

Explorando bastante as laterais do campo, a Chape ampliou aos 41 minutos, novamente em jogada que teve participação de Rossi. O jogador puxou contra-ataque pela esquerda e inverteu para Andrei Girotto. O jogador serviu Wellington Paulista, que da meia-lua bateu no canto do goleiro Neto Volpi.

Aos 13 minutos do segundo tempo, em nova jogada pelas pontas, Rossi fez novo cruzamento para Niltinho, mas desta vez a bola foi por cima do gol. Aos 15’, o goleiro do Inter teve que trabalhar em um chute forte de Niltinho. O Inter descontou aos 22 minutos com um chute de primeira de Ernecino, mas a reação parou por aí.

Publicidade

Aos 26 minutos, que somados aos 45 do primeiro dá 71, os torcedores lembraram as 71 vítimas do acidente aéreo de novembro passado. O árbitro Sandro Meira Ricci paralisou a partida por um minuto para que as homenagens fossem feitas. Isso será feito durante todo o ano em jogos na Arena Condá,

A #Chapecoense voltará a jogar na próxima quarta-feira (1º), quando visita o Tubarão, em jogo marcado para as 19h30. No mesmo dia, mas às 20h30, o Inter buscará sua recuperação jogando em casa contra o Almirante Barroso.

Chapecoense: Arthur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral, Andrei Giroto (Nadson) e Nenén; Rossi, Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Niltinho (Osman). Técnico: Vagner Mancini.

Inter de Lages: Neto Volpi; Marcelinho, Fernando Belém, Renato Camilo e Jefinho; Bruno, André Gava (Mateus Arence) (Parrudo), Michel Schmöller e Enercino; Luizinho e Marquinhos (Higor Ganso). Técnico: Joel Cornelli. #FutebolBrasileiro