#ronaldinho pode estar de volta ao #Futebol brasileiro em 2017! Livre para negociações, Ronaldinho Gaúcho pode voltar a jogar o Campeonato Brasileiro, agora defendendo o #Coritiba. O clube paranaense está otimista quanto a contratação do craque, e já se reuniu com o empresário e irmão do jogador Assis para tentar concluir o negócio pelo atleta.

O Coritiba fez uma proposta menor do que ele ganhava nos outros anos: R$300 mil mensais, mais participações nos ganhos do marketing do clube (que é o maior foco do clube em relação a contratação).

Lembrando dos últimos anos e das últimas negociações pelo jogador, esta negociação ainda deve ir longe.

Publicidade
Publicidade

Quando foi contratado pelo Palmeiras, acabou tendo um "leilão" pelo jogador, envolvendo Grêmio e Palmeiras, demorando meses para decisão do jogador. No Atlético-MG, sua melhor passagem no futebol brasileiro, e no Fluminense, as conversas também se estenderam bastante. O jogador também atuou por clubes menores como Querétaro, do México, Barcelona de Guayaquil, e Cienciano.

Visto que o atleta está numa declividade técnica e física, o departamento médico e técnico é contra a contratação do atleta, diferente da diretoria do coxa.

— O departamento técnico é contra. O Carpegiani já avisou que não quer um perfil como esse. Não adianta ter 10 atletas em alta velocidade e um em baixa — avaliou.

O Nacional de Montevidéu também está mostrando interesse na contratação do meio-campista, e segundo o clube uruguaio as negociações vão se estender até o final de janeiro e estão indo com força na busca pelo atleta.

Publicidade

O Nacional destacou a contratação como "um grande sonho" do clube. Para fechar sua ida ao Uruguai, Ronaldinho teria exigido, antes de qualquer negociação sobre salário e luvas, uma mansão com piscina, um carro de luxo e segurança particular.

Em contato com a ESPN, Assis afirmou também que além de Nacional, mais 3 clubes da Libertadores também estão conversando para buscar a contratação do atleta. Visto as últimas negociações, quem oferecer mais dinheiro e benefícios deve ficar com o atleta em 2017.

O nome do Ronaldinho também foi vinculado a uma possível ida para a Chapecoense, depois do triste acidente em 2016, mas as conversas com o clube não evoluiram.