A possibilidade de contratação do marfinense Didier Drogba transformou-se em mais uma queda de braço dentro do #Corinthians. De um lado, o departamento de marketing, que vê com bons olhos a vinda do atacante. Do outro, o departamento de futebol, que considera o jogador em declínio na carreira.

Do lado do departamento de marketing, o argumento é o de que contar com o centroavante de 38 anos poderia significar um retorno de quase 12 milhões de reais ao clube. A quantia seria proveniente da exploração da imagem do jogador. Além disso, o setor já teria sondado uma marca inglesa que estaria disposta a patrocinar o clube se o marfinense lá estiver.

Publicidade
Publicidade

Também é projetada uma maior visibilidade no mercado internacional e, assim, a possibilidade amistosos internacionais na Arena Corinthians aumentaria. Por fim, a Nike, fornecedora de material esportivo de ambos, também poderia explorar a imagem do jogador.

Por outro lado, o departamento de futebol não vê a #contratação de #Drogba como um grande investimento. Contra o jogador pesa seus 38 anos, idade considerada avançada para o futebol. Além disso, ele não vem realizando grandes temporadas desde sua passagem pelo Galatasaray, na temporada 2013/2014. Nos últimos anos, jogando pelo Montreal Impact, não conseguiu mais do que um destaque médio na Major League Soccer e ainda sofreu com seguidas lesões durante a temporada.

Outro fator que pesa contra Didier Drogba é a pedida alta feita pelo atacante.

Publicidade

Entre suas exigências estariam um salário de 150 mil dólares por mês, o pagamento do aluguel de um apartamento de luxo em São Paulo, um carro SUV blindado, a contratação de um tradutor permanente e o pagamento de passagens aéreas.

Torcedores gostam da ideia e pressionam diretoria

Em meio à discordância entre o departamento de marketing e a diretoria de futebol, a torcida do Corinthians aparece como um fator de peso para a tentativa de contratação do jogador. Nas redes sociais, foram inúmeras as críticas aos diretores que vetaram inicialmente a contratação de Drogba.

Agora, a decisão cabe ao presidente Roberto Andrade, que vive um clima de instabilidade tanto nos bastidores do clube, como entre a opinião pública. A definição sobre a vinda ou não de Didier Drogba deve acontecer nos próximos dias.