As negociações deste início de ano para o #Palmeiras já superaram a famigerada era Parmalat, quando o Verdão tinha como time a maior potência do futebol brasileiro, cedendo dois jogadores para a Seleção Brasileira disputar a Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, e outros 4 ex-jogadores na edição de 1998, que aconteceu na França.

O objetivo é formar um time forte para a disputa do principal torneio da temporada, a Copa Libertadores da América e, obviamente, o Mundial de Clubes da Fifa caso sagre-se campeão do continental.

Para tanto, a gestão de presidente, recém eleito, Maurício Galiotte manteve a confiança no diretor de futebol Alexandre Mattos para que o dirigente negocie e fortaleça o elenco de Eduardo Baptista com as melhores opções no #Mercado da bola.

Publicidade
Publicidade

Até agora, já foram oficializadas as contratações de quatro meias: Michel Bastos, Hyoran, Raphael Veiga e Alejandro Guerra; do atacante Keno e, no último fim de semana, uma das duas expectativas mais badaladas também foi confirmada: o volante Felipe Melo vestirá a camisa do Verdão por três temporadas. Além dele, o Palmeiras busca o argentino Lucas Pratto para fechar o pacotão de contratações de renomados reforços.

Mas o Palmeiras não busca apenas obter boas peças para setores mais avançados como meio campo e ataque. Segundo o presidente da Ponte Preta, Vanderlei Pereira, o jovem zagueiro Antônio Carlos, de 23 anos, conhecido do técnico Eduardo Baptista, está a caminho do Verdão. A declaração foi dada nesta segunda-feira (09), quando o dirigente também afirmou que William Pottker não deixará a Macaca para vestir a camisa do Corinthians este ano.

Publicidade

Se confirmada a informação, o zagueiro será o sétimo contratado do Palmeiras para a temporada. Tendo atuado pelo Avaí, Flamengo e Corinthians e de propriedade da Tombense, time do empresário Eduardo Uram, Antônio Carlos estava em conversas com os dirigentes do time de Campinas, no interior paulista, para a renovação de seu vínculo mas a possibilidade de disputa da Libertadores fez o atleta preferir o Verdão, além de conhecer bem o treinador alviverde com quem trabalhou, no ano passado, durante o Campeonato Brasileiro. #PaixãoPorFutebol