Depois de ser anunciado o desejo de contar com o jogador Didier Drogba, muitas divergências surgiram nos bastidores do #Corinthians, principalmente entre o departamento de marketing e o departamento de futebol.

A proposta é trazer o jogador marfinense por uma temporada, com um salário de R$ 500 mil. O jogador ainda pede um apartamento, um carro blindado e um tradutor. Ele está sem clube desde que jogou nos Estados Unidos, pelo Montreal Impact.

O setor de marketing projeta uma renda de R$ 12 milhões com a vinda do jogador, esse valor inclui vendas de camisas, aumento do número do fiel torcedor, vendas de cadeiras do estádio e a possibilidade de atrair mais patrocinadores.

Publicidade
Publicidade

As informações são da Revista Época.

Por outro lado o departamento de futebol não apoiava e era contrário a concretização do negócio, pois o jogador já se encontra em uma idade avançada, com 38 anos, e podia não render tecnicamente.

Numa entrevista realizada nesta sexta (13), durante a apresentação do volante Gabriel, o departamento de futebol se já se mostrava adepto à concretização do negócio.

"Contra, eu nunca vou ser. Eu sempre relevo pensamentos pessoais a favor do Corinthians. Eu não mudei de posição, não tinha conhecimento da ação de marketing. O grande exemplo que nós temos é o do Ronaldo Fenômeno", disse Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians.

Na noite desta sexta (13), o presidente do Corinthians Roberto de Andrade se reuniu com Flávio Adauto e o gerente de futebol Alessandro Nunes e decidiu levar em frente a negociação com Didier Drogba e deve enviar um representante do clube para Londres neste sábado (14), segundo o site Globoesporte.com.

Publicidade

O nome de Didier Drogba é bem aceito pelos torcedores do Corinthians, que chegaram a criar uma campanha na internet "#VemDrogba", que chegou a mais de 5 milhões de pessoas atingidas, segundo um site que avalia hashtags. O assunto está entre os mais comentados do Brasil, até um jogador de uma equipe arquirrival chegou a comentar o caso, a repercussão positiva nas redes sociais chegou até o Corinthians e motivou o diretor de futebol a mudar de opinião. #Reforços #Timão