Com a negociação com Dider Drogba ainda em andamento o #Corinthians ainda em busca de reforços para o ataque fecha a contratação de William Pottker da Ponte Preta.

O atacante de 25 anos é um desejo da diretoria alvinegra desde 2016, após não conseguir trazê-lo já no início do ano para a disputa do campeonato paulista, a diretoria persistiu e fechou o acordo com a Ponte Preta.

William Pottker chegará para estréia somente no campeonato brasileiro, no entanto a diretoria corintiana ainda não anunciou oficialmente o acerto e deve fazê-lo em breve.

Para a vinda de William Pottker ao Corinthians a diretoria aceitou emprestar 2 jogadores de seu atual elenco, o zagueiro Yago e também o atacante Lucca.

Publicidade
Publicidade

Ambos terão metade de seus salários bancados pelo Corinthians, o contrato de empréstimo dos 2 atletas será de um ano e se encerra em dezembro. Os dois jogadores custaram 200 mil aproximadamente a equipe corintiana em quanto estiverem atuando pela Ponte Preta.

Além dos 2 jogadores cedidos por empréstimo à Ponte Preta o Corinthians terá que investir algo em torno de 7 milhões para trazer o atacante que foi artilheiro do brasileirão em 2016.

O técnico Fábio Carille gosta muito do futebol do atacante e o vê como um jogador versátil que pode atuar em todas as posições de ataque. Porém a maior probabilidade é de que Fábio Carille utilize Pottker como um segundo atacante pelos lados, já que como homem de referência o timão já tem Jô e Kazim.

Outro jogador que já está certo com o Corinthians nos bastidores é o meia Jadson que atuou na última temporada pelo Tianjin Quanjian da China.

Publicidade

Após uma longa negociação entre o clube chinês e o atleta o contrato foi rescindido e o jogador deve ser anunciado em breve como novo reforço para a temporada 2017.

Há ainda a expectativa pela contratação de Didier Drogba que já recebeu uma proposta oficial do Corinthians e fez uma contra proposta, que será analisada hoje pela diretoria do Corinthians. Entretanto a tendência é de que a diretoria desista da negociação, já que os valores pedidos por empresários do atacante de 38 anos são considerados muito altos pela diretoria alvinegra. #Mercado da bola #FutebolBrasileiro