A aposentadoria de #Felipe Massa durou pouco. O piloto brasileiro, que havia anunciado seu afastamento das pistas da #Fórmula 1 após o fim da temporada 2016, confirmou que vai disputar a temporada 2017 da principal categoria do #Automobilismo mundial, correndo novamente pela Williams.

O anúncio da volta de Felipe Massa à F1 foi feito nessa segunda-feira, dia 16 de janeiro, através do perfil oficial do brasileiro no Twitter, confirmando os boatos surgidos em dezembro passado, dando conta da possibilidade de ele continuar a correr.

Na Fórmula 1 2017, Massa vai correr ao lado de Lance Stroll, novo piloto da Williams, e será muito importante para ajudar no desenvolvimento dos carros da equipe britânica, que passarão por diversas mudanças para a nova temporada.

Publicidade
Publicidade

Trata-se de uma boa notícia também para os brasileiros que são fãs da F1, pois havia uma grande possibilidade de que o país ficasse sem ao menos um representante na categoria pela primeira vez em 47 anos, já que Felipe Nasr tem poucas chances de continuar no grid.

Com a notícia de que Massa volta a correr na Fórmula 1 confirmada, o Brasil tem representante garantido na disputa por pelo menos mais um ano, já que o contrato dele é válido apenas até o fim da temporada 2017.

A influência da aposentadoria de Nico Rosberg

O adiamento da aposentadoria de Felipe Massa tem tudo a ver com a surpreendente saída de Nico Rosberg da F1, anunciada poucos dias após o alemão conquistar o seu primeiro título mundial, após uma intensa disputa com Lewis Hamilton.

É que com a aposentadoria de Rosberg, foi aberta uma vaga na Mercedes, que será ocupada pelo finlandês Valtteri Bottas, ex-companheiro de Massa na Williams.

Publicidade

Dessa forma, a equipe inglesa procurou o brasileiro para voltar a correr, pensando na experiência que ele possui e que pode ser decisiva para o acerto do carro em 2017.

Corridas de volta em março

O calendário da F1 2017 terá um total de 20 corridas, sendo a primeira delas no dia 26 de março, data do GP da Austrália. Já o encerramento acontece no dia 26 de novembro, quando será realizado o GP de Abu Dhabi.