O Flamengo anunciou, no fim desta segunda-feira, a contratação do meia #Conca para 2017. A chegada do jogador já era esperada e faltavam apenas detalhes para ser anunciada. Conca estava no time chinês Shangai SIPG.

O atleta está com uma lesão no joelho esquerdo. Trata-se de uma ruptura do ligamento cruzado. O jogador já fez a cirurgia e só deve voltar aos gramados em abril ou maio.

O meia chega por empréstimo até o final de 2017. Além de Conca, o #Flamengo já havia contratado o lateral peruano Trauco, portanto, este é o segundo reforço do Rubro-Negro para 2017.

No Brasil, Conca teve passagens por Vasco e Fluminense, mas foi no tricolor carioca que o argentino se tornou um grande jogador, onde foi campeão brasileiro de 2010, atuando em todas as 38 partidas.

Publicidade
Publicidade

O Flamengo ainda busca mais reforços. Alguns nomes como Marinho, Tardelli e Romulo estão na lista dos especulados.

Perfil do Jogador

Nome: Darío Leonardo Conca

Nascimento: 11/05/1993

Posição: Meio Campo

Clubes: River Plate-ARG (2002-2003), Universidad Católica-CHI (2004-2006), Rosario Central (2006), Vasco da Gama (2007), Fluminense (2008-2011,2014), Guangzhou Evergrande (2011-2013) e Shanghai SIPG (2015-2016).

Argentinos no Flamengo

Vários jogadores argentinos já passaram pelo Flamengo, alguns fizeram sucesso e outros não. Veja abaixo os mais recentes.

Mancuello: chegou ao Flamengo em 2016, foi titular e fez alguns bons jogos no início, mas com a chegada do técnico Zé Ricardo virou reserva e não foi muito utilizado.

Canteros: chegou em 2014 após boa passagem pelo Vélez Sarsfield, não se adaptou e praticamente ficou esquecido, sem ser utilizado.

Publicidade

Em 2016, retornou por empréstimo ao clube anterior.

Mugni: chegou também em 2014 com grande expectativa, fez apenas 5 gols com a camisa do Flamengo e voltou para Argentina.

Bottinelli: dos argentinos que passaram pelo Flamengo recentemente, Bottinelli foi o que fez mais partidas, um total de 100 pelo clube. Saiu em 2012 sem deixar muita saudade e seu melhor momento foi no Fla-Flu de 2011, quando comandou a virada do Rubro-Negro, marcando dois gols nos minutos finais.