O #Palmeiras não está de brincadeira e, no #Mercado da bola, tem planos ambiciosos para a temporada 2017 com as disputas do Paulistão e dos campeonatos nacionais (Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro), além, é claro, de focar na Libertadores da América e no Mundial de Clubes.

Financeiramente, o clube tem situação bastante confortável e, por essa razão, dinheiro não é problema nos cofres da entidade que conta com milhões de reais provenientes do programa de Sócio Torcedor Avanti e também de seu patrocínio master com Crefisa e Faculdade das Américas (FAM).

Para compôr um elenco forte, altamente competitivo e até imbatível, a nova gestão de Maurício Galiotte manteve a confiança em Alexandre Mattos, determinando ao dirigente que faça o que tiver de ser feito para agregar a Eduardo Baptista os melhores atletas do país.

E assim fez Mattos com a manutenção dos principais jogadores do Palmeiras, campeões brasileiros na temporada 2016, e com a contratação de outros seis importantes nomes como o badalado Felipe Melo (ex-Inter de Milão), anunciado neste domingo (08); Raphael Veiga (ex-Coritiba), Michel Bastos (ex-São Paulo), Hyoran (ex-Chapecoense), Keno (ex-Santa Cruz) e Alejandro Guerra (ex-Atlético Nacional/COL).

Publicidade
Publicidade

O objetivo de ter um "camisa 9" de peso para a disputa da Copa Libertadores da América não está descartado. O Verdão voltou à carga para conseguir trazer o argentino Lucas Pratto, do Atlético-MG, para São Paulo.

Rumores dão conta de que a proposta para a compra do centroavante, que antes era de cerca de R$ 34 milhões, saltou para mais de R$ 40,5 milhões. Além do valor exorbitante, o clube de Palestra Itália também ofereceu mais dois atletas ao time de Belo Horizonte.

Um dos pontos que atrapalham as negociações entre os clubes é o contrato do Palmeiras com seu patrocinador master, que vence neste mês, apesar da renovação estar bem encaminhada entre as partes.

Preterido no Palmeiras por falta de espaço, Arouca desperta o interesse do Galo e deve fazer parte do pacote para a vinda de Pratto.

Publicidade

O jogador, inclusive, já acertou condições e salários para se transferir para a capital mineira e aguarda apenas um "ok" da diretoria do Verdão para seguir ao alvinegro mineiro.

Outro fator que cria suspense nas negociações para a compra de Lucas Pratto são as investidas financeiras agressivas de clubes europeus e chineses, também interessados no camisa 9 do Atlético-MG. Nos bastidores, circula a notícia de que o time de Luis Fabiano, o Tianjin Quanjian, ainda aguarda resposta dos mineiros sobre a proposta de cerca de R$ 50 milhões feita para a contratação do argentino. #PaixãoPorFutebol