O goleiro Jackson #Follmann, sobrevivente da tragédia que vitimou o piloto e outras 70 pessoas, incluindo jornalistas, jogadores da Chapecoense e staff, ainda permanece sob cuidados médicos e internado em um hospital de Chapecó.

A cirurgia desta quarta-feira, 11, teve o objetivo de enxertar pele no tornozelo esquerdo. O procedimento é estético e foi deixado por último, já que o foco era a recuperação física e fisiológica do atleta.

O atleta foi operado no hospital Unimed em Chapecó. Follmann está internado ali desde sua transferência de um hospital de São Paulo no dia 17 de dezembro, um dia depois da alta do amigo Alan Ruschel, outro sobrevivente do vôo.

Publicidade
Publicidade

O hospital em nota afirmou que não existem outros procedimentos cirúrgicos previsto para o atleta. Também confirma que o goleiro está tranquilo, bastante consciente e focado na recuperação. Recebe visita de amigos e passa todo o dia em companhia de familiares.

Os médicos afirmam que após o dia 23 de janeiro o atleta deverá receber a tão esperada alta do hospital.

Evolução do quadro do atleta

Desde o resgate do acidente, dia 29 de novembro, Follmann foi quem apresentou mais demanda de cirurgias. Teve a perna direita amputada, cirurgias na coluna, nova amputação na perna, aumentando em 3cm a anterior, além de pequenas cirurgias, como a desta quarta-feira.

Todos os médicos que trataram do atleta estão surpresos e muito felizes com a recuperação, que é considerada um milagre.

O próprio Follmann, assim que tomou consciência de sua amputação e pode se expressar, só agradecia a oportunidade de estar vivo e não temia as consequências da perda de um membro

Relembre o acidente

No dia 29 de novembro, o avião da Lamia cai por falta de combustível e vitimou 71 pessoas.

Publicidade

Seis pessoas sobreviveram e foram resgatadas. Foram quatro brasileiros (Neto, Alan Ruschel e Follmann atletas da Chape e o jornalista esportivo Rafael Henzel), além de dois tripulantes Erwin Tumiri e Ximena Suarez.

Os dois tripulantes não sofreram graves lesões e foram os primeiros a receberem alta. No Brasil, Ruschel foi o primeiro a receber alta, posteriormente Neto e Henzel.

Investigações mostraram que o avião caiu por falta de combustível em procedimento incorreto da empresa aérea que dispunha apenas de uma aeronave.

A #Chapecoense foi declarada Campeã da Copa Sul-americana porque seu adversário, Atlético Nacional, da Colômbia, abriu mão de jogar em função da condição do time brasileiro. Pelo título, a Chape ganhou o direito de disputar a Libertadores da América de 2017. #sistema de saúde