Na noite desta quinta-feira (26), o Manchester United assegurou a vaga na final da Copa da Liga Inglesa de 2016/2017. A equipe sofreu um gol no fim e perdeu para o Hull City por 2 a 1 no KCOM Stadium, mas se classificou graças ao placar agregado de 3 a 2.

Huddlestone, de pênalti, e Niasse fizeram para os mandantes. Pogba marcou para os visitantes.

Os Red Devils tinham vencido a partida de ida no Old Trafford por 2 a 0 e, assim, venceram por 3 a 2 na soma dos dois jogos.

Na decisão da competição mata-mata, o adversário dos comandados de José Mourinho - que não eram derrotados desde o dia 3 de novembro, ou há 17 jogos - enfrentarão o Southampton, que eliminou o Liverpool na última quarta-feira.

Publicidade
Publicidade

O Hull City abriu o placar aos 35 minutos do primeiro tempo, em um lance duvidoso. Maguire caiu na área em disputa por espaço com Rojo e o árbitro Jonathan Moss apontou o pênalti.

Na cobrança, Huddlestone cobrou forte no canto esquerdo e David de Gea, apesar de ter acertado o canto, não conseguiu defender.

O gol, por outro lado, premiou as chegadas do Hull ao ataque. Com vantagem no placar, o United permitiu ao rival ficar mais com a bola para sair nos contra-ataques. Só conseguiu, em que Marshall fez belíssima defesa em chute de Ibrahimovic.

A história do jogo mudou radicalmente na segunda etapa. Com posse de bola e amplo domínio territorial, o United pouco deixava o Hull pegar na bola. E conseguiu empatar aos 20 minutos.

Ibrahimovic fez passe enfiado para Rashford. O atacante invadiu a área, mas Huddlestone conseguiu tocar a bola para o meio.

Publicidade

Na sobra, porém, Pogba apareceu e chutou para empatar.

Esta é a quarta final da competição na qual o técnico José Mourinho marca presença, com a particularidade de ter vencido as três anteriores. "Wembley é especial para os profissionais de #Futebol, tem um significado especial, um sentimento especial", declara o português ao site do Manchester United.

"Claro que estou satisfeito por lá estar, claro que estou feliz por levar lá alguns milhares dos nossos adeptos, porque entendo que para eles também será algo que irão sempre recordar", concluiu o treinador. #Esporte #Europa