O título brasileiro na última temporada poderia tranquilizar o #Palmeiras com relação ao ano seguinte. Mas parece que despertou a sede de novas conquistas. Assim como nos dois anos anteriores, o clube alviverde é o grande destaque deste “mercado da bola” de janeiro e tem anunciado contratações importantes para a disputa da Libertadores, principal objetivo do ano.

Alguns clubes brasileiros já se reapresentaram na semana passada; os que ainda permaneceram de férias se apresentam nos próximos dias. O São Paulo, por exemplo, já trabalha nos Estados Unidos de olho na Florida Cup sob comando do novo treinador Rogério Ceni. Vamos conferir como os principais clubes brasileiros estão se armando para a nova temporada.

Dentre os classificados à Libertadores, Palmeiras se destaca

Em termos de perda, o Palmeiras estará em 2017 sem o seu jovem atacante Gabriel Jesus, já na Inglaterra para defender o Manchester City de Pep Guardiola, e sem o técnico Cuca – Eduardo Baptista, ex-Ponte Preta, o substituirá. No mais, a imensa maioria da base campeã brasileira está mantida e terá acréscimos de peso.

Três nomes se destacam entre os reforços palmeirenses: o meia Guerra, campeão da última Libertadores com o Atlético Nacional, da Colômbia, o volante Felipe Melo, que estava na Inter de Milão, e o ponta Michel Bastos, ex-São Paulo. O alviverde ainda contará com três revelações do último Brasileirão: Keno, Hyoran e Raphael Veiga.

Vice-campeão brasileiro em 2016, o Santos também foi às compras: terá, como novidades principais, o volante Leandro Donizete, o zagueiro Cleber e os atacantes Hernández e Kayke. O Flamengo, por sua vez, presenteou sua torcida no final da semana passada com a contratação do experiente meia Darío Conca, com passagens pelos rivais Vasco e Fluminense. Além dele, os rubro-negros terão o lateral-esquerdo peruano Trauco.

Vice da Copa do Brasil e quarto no último Brasileirão, o Atlético-MG foi tímido nas contratações e firmou negócio com o lateral-esquerdo Danilo Barcelos, ex-América-MG, e o experiente zagueiro Felipe Santana. O mesmo não pode ser dito do Botafogo, que apostou suas fichas em Montillo para uma boa campanha na Libertadores. O atacante Roger, o meia João Paulo, o goleiro Gatito Fernández e o lateral Jonas também chegam ao alvinegro carioca.

Grafite foi a grande contratação do Atlético-PR, que também disputará a Libertadores de 2017. O lateral-direito Jonathan e os atacantes Felipe Gedoz e Luís Henrique, ex-Botafogo, também chegam. Campeão da Copa do Brasil, o Grêmio terá três caras novas: o volante Michel, o lateral-direito Léo Moura e o atacante Gabriel Fernández.

Corinthians tímido; Chapecoense se reinventa

Os torcedores do Timão certamente esperavam uma postura mais ativa da diretoria no mercado. Serão apenas três novidades: os atacantes Jô, Kazim e Luidy. Assim como a equipe paulista, o Fluminense também será essencialmente o mesmo, exceto pelas vindas dos gringos Somoza e Orezuela, ambos oriundos do Independiente del Valle, bem como o experiente lateral-direito Lucas.

Sidão, Cícero, Neílton e Wellington Nem são as caras novas do São Paulo, que terá como grande atração em 2017 a presença de Rogério Ceni como técnico. No Vasco da Gama, Muriqui e Escudero são os reforços, enquanto no Cruzeiro quem reforça equipe é o zagueiro Caicedo, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e os meias Hudson e Thiago Neves.

Por fim, o destaque é a reinvenção da Chapecoense, que teve que remontar o seu elenco em função do desastre aéreo do último mês de novembro. Nomes conhecidos como Wellington Paulista, Douglas Grolli, Diego Renan, Dodô, Amaral, Rossi e Andrei Girotto farão parte da nova Chape. #Mercado da bola #Futebol