Embora no Barcelona o brasileiro Neymar não esteja vivendo seus melhores dias, fora de campo o atacante não pode se queixar. De acordo com um relatório do #CIES (Centro Internacional de Estudos do Esporte), uma publicação francesa, divulgado nesta segunda-feira (16), o brasileiro #Neymar Júnior é o jogador com maior valor de mercado do mundo.

De acordo com essa publicação, o atacante do Barcelona da Espanha vale 264,8 milhões de euros, algo em torno de 840 milhões de reais, pelo câmbio atual. O argentino Lionel Messi foi avaliado pelo CIES em 170, 5 milhões de euros, equivalente a 581 milhões de reais. Já o português Cristiano Ronaldo, eleito o melhor jogador do mundo pela quarta vez, é apenas o sétimo colocado dessa relação com uma avaliação em torno de 126 milhões de euros.

Publicidade
Publicidade

O francês Paul Pogba, a mais cara contratação do mercado mundial nos últimos anos, aparece na terceira posição do Centro Internacional de Estudos do Esporte, avaliado em 155 milhões de euros.

O CIES Football Observatory é um grupo de pesquisa da Universidade de Neuchâtel na Suíça. A instituição se baseia em vários algoritmos de indicadores de mercado e de rendimento esportivo. Mas se por um lado Neymar foi apontado como o jogador mais valioso do mundo, a avaliação suíça não tratou da mesma forma outros jogadores brasileiros.

O segundo jogador do Brasil melhor colocado no ranking do Centro de Estudos do Esporte é Roberto Firmino, do Liverpool da Inglaterra. Firmino é apenas 45º. William. do Chelsea é o 47º e Philippe Coutinho, do Liverpool, que inclusive desperta interesse do Barcelona, é o 48ª.

Publicidade

Marquinhos, do PSG da França, é o último colocado dessa relação na 95ª posição.

Certamente esse levantamento do CIES vai dar muito o que falar. Dificilmente os defensores de Messi e Cristiano Ronaldo, jogadores multicampeões, aceitarão que o argentino e o português fiquem numa posição inferior a do brasileiro Neymar. A avaliação ruim de craques da Seleção Brasileira como William, Coutinho e Firmino, também deverá sofrer alguma contestação. #Resenha Esportiva