O ano de 2017 mal começou, mas já ganhou um grande favorito ao Prêmio #Puskas de 2017. O autor da façanha que vamos descrever a seguir atende pelo nome de Olivier Giroud, que fez o primeiro gol na vitória de 2 a 0 do #Arsenal sobre o Crystal Palace, neste domingo (1º), no Emirates, pela 19ª rodada da Premier League.

O lance aconteceu aos 16 minutos do primeiro tempo, quando a defesa do Arsenal recuperou a bola na entrada da área com Lucas Perez. O espanhol tocou para Giroud, que de letra acionou Iwobi. Este serviu o chileno Alexis Sánchez pela esquerda que fez o cruzamento para Giroud. Ele passou da linha da bola, mas, com o calcanhar, conseguiu tocar por cima de seu próprio corpo e acertar o ângulo do goleiro Hennessey.

Publicidade
Publicidade

Um golaço que certamente estará na lista deste ano.

O jogo

O belo gol do francês foi o ponto alto de um primeiro tempo mormo, no frio e chuvoso Emirates, que mesmo assim recebeu mais de 50 mil pessoas. No segundo tempo, o Arsenal apertou o ritmo e aos 10 minutos sacramentou a vitória com Iwobi, que pegou a sobra de uma bola mal afastada da defesa adversária.

Por conta do insano calendário inglês da virada de ano, o Arsenal terá jogo já na próxima terça-feira (3), quando sairá para visitar o Bournemouth. Com isso, o time diminuiu o ritmo e apenas administrou a vitória até o apito final.

Com o resultado, o Arsenal segue na terceira colocação do Campeonato Inglês com 40 pontos, nove atrás do líder Chelsea e a 3 do Liverpool. Já o Crystal Palace, flerta cada vez mais com a zona de rebaixamento.

Publicidade

O time de Londres soma 16 pontos, 2 a mais que o Sunderland, primeiro dentre os que cairiam para a segunda divisão.

O Prêmio Puskas

Criado em 2009 pela FIFA, o Prêmio Puskas é oferecido ao jogador que marcou o gol mais bonito do ano. Ele é em homenagem a Ferenc Puskás Biró, o capitão da equipe da Hungria, conhecidos como Os Mágicos Magiares dos anos 1950 e um dos melhores atacantes da história.

Dois brasileiros já conquistaram o prêmio. Neymar, em 2011, pelo gol feito no histórico Santos e Flamengo, pelo Brasileirão daquele ano. Em 2015 o vencedor foi Wendell Lira, quando ele atuava pelo Goianésia, na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético pelo Campeonato Goiano. Meses após receber o prêmio, o jogador anunciou o encerramento da carreira.

E o Brasil pode ter seu terceiro vencedor. O corintiano Marlone, com o gol anotado sobre o Cobresal, pela Copa Libertadores, concorre ao prêmio junto com Mohd Faiz Subri, da Malásia, e Daniuska Rodríguez, da Venezuela. O ganhador será revelado no próximo dia 9, quando a FIFA também elegerá o melhor jogador do mundo do último ano. #Futebol Internacional