Ao dar legitimidade somente aos campeões mundiais pós-anos 2000, a Fifa mexeu com a rivalidade entre #Grêmio e #Inter, uma das maiores do Brasil e que divide o Rio Grande do Sul entre azuis e vermelhos. Isso porque, com a nova decisão, apenas o Inter é considerado campeão do mundo.

Comandado pelo técnico Abel Braga, o Inter surpreendeu a todos ao bater o Barcelona de Ronaldinho Gaúcho, Deco e cia na final do Mundial de 2006 - que já tinha o mesmo formato dos dias de hoje, com todos os continentes sendo representados no torneio.

O Grêmio, por outro lado, era tido como campeão mundial pela vitória em 1983 sobre os alemães do Hamburgo.

Publicidade
Publicidade

Na ocasião, o atual técnico gremista Renato Gaúcho brilhou ao marcar dois gols no triunfo tricolor. O jogo fazia parte da chamada Copa Intercontinental, que durou até 2004, com o campeão sul-americano enfrentando o campeão europeu em jogo único sempre aos finais do ano.

Para o presidente gremista Romildo Bolzan Jr, a nova decisão da Fifa "em nada altera o sentimento dos gremistas com relação ao título mundial". O dirigente acredita que os torcedores devem seguir se considerando autênticos campeões mundiais.