O Sport Club #Corinthians Paulista sagrou-se campeão da Copa São Paulo de Futebol Jr. pela décima vez na última quarta-feira, enfrentando a equipe do Batatais, fazendo a melhor campanha de toda a competição. Consequentemente, o maior resultado dessa conquista são os grandes talentos que surgem nesse mundo.

O Corinthians sempre foi muito conhecido por conseguir formar grandes jogadores nas suas categorias de base, vindos do “terrão” no Parque São Jorge. O bom trabalho realizado pelo Departamento de Futebol dos Juniores permite que a garotada se desenvolva e chegue ao objetivo maior, ao time principal. Claro que o dom e talento de cada jogador colabora com as conquistas pessoais, mas toda a execução do trabalho fora das quatro linhas do campo é muito importante também.

Publicidade
Publicidade

Tem uma frase no próprio site oficial do Corinthians que exemplifica e reforça essa ideia: “Investir no futebol amador é, antes demais nada, pensar no futuro do Clube.”

As equipes começam os seus treinamentos e a preparação para essa competição no fim do ano e a performance dentro de campo é de se elogiar e muito. Principalmente dos grandes clubes, e mais precisamente do campeão Corinthians. Conversamos com o preparador físico do sub-20 do clube, Rodrigo Marin, que chegou em outubro ao alvinegro e compôs a comissão técnica com Osmar Loss para formar essa grande equipe.

Sobre a preparação, Rodrigo disse que “o começo das atividades é em dezembro para a Copa São Paulo, diretamente no campo junto com a comissão técnica e, em caso de algum atleta precisar de tratamento a parte para melhorar a parte física, ele tem um treino específico.” E comentou também como é feito a recuperação dos atletas pós jogo, já que nesse ano a competição, pelo seu excesso de clubes, fez com que cada partida acontecesse a cada dois dias e o risco de lesão era muito grande.

Publicidade

“O Corinthians tem uma boa equipe de preparo físico dos atletas e assim que termina as partidas, eles já vão para a banheira de gelo e ingerem muitas proteínas, até porque não tem tempo para fazer a preparação completa para a próxima partida, visto que nessa temporada as partidas, em sua maioria, foram em dias alternados”.

As características da competição são desfavoráveis ao futebol, pois, geralmente, ocorre muita chuva, o excesso de cãibras e os campos dificultam a prática do bom futebol. Perguntado se o gramado poderia interferir na questão física dos atletas ou na preparação, já que foi cogitado durante a Copa SP, a partida da semifinal na Arena Corinthians, que tem um gramado muito superior aos outros que o Corinthians jogou, Rodrigo disse que “Caso houvesse a mudança não alteraria em nada a preparação dos jogadores e nem influenciaria durante a partida”.

Além de realizar um bom trabalho que vimos dentro de campo, o time da comissão técnica também é muito entrosada e o conjunto vem trazendo muitas conquistas nos últimos anos.

Publicidade

Rodrigo explicou como é essa relação desde a sua chegada no Corinthians “A relação é muito próxima, desde quando cheguei a primeira coisa que aconteceu foi uma reunião com o Osmar e o Coelho para poder entender o modo de jogo dele, como iria fazer a equipe jogar. Gostaria até de agradecer a oportunidade que eles me deram dentro do Corinthians.

A partir de agora é desfrutar a conquista e trabalhar mais forte ainda em busca do sucesso. O maior título do clube é conseguir fazer com esses jogadores representem a camisa corinthiana, sendo mais ídolos do que outros já foram. #2017 #CopaSaoPaulo