A diretoria do Palmeiras está finalizando alguns pontos para iniciar 2017 de forma exponencial. Depois de trazer Hyoran, Keno, Raphael Veiga, Alejandro Guerra e Felipe Melo, o Verdão já realizou algumas dispensas e confirmou alguns empréstimos.

Antes mesmo da gestão Paulo Nobre terminar, o clube tomou uma atitude forte e firme em cima de uma proposta milionária pelo meio-campo Vitinho. Alçado da base pelo técnico Cuca, Vitinho é conhecido como o provável substituto de Gabriel Jesus. Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, e Cícero Souza, gerente de futebol, trataram do assunto com muito cuidado e zelo para não 'queimar' o jogador.

Publicidade
Publicidade

Os alemães do Bayern de Munique oferecem cinco milhões de euros (R$ 17 milhões) pelo passe. Paulo Nobre vetou e achou o valor baixo. Além disso o ex-presidente não quis deixar o clube 'órfão' de uma esperança de substituir Jesus, que trouxe aos cofres alviverdes quase R$ 80 milhões.

No jogo treino de ontem Vitinho deu um drible desconcertante no adversário e ainda participou de um dos gols. Eduardo Baptista, novo treinador, gostou do que viu. Em torneio disputado recentemente na França, o atleta foi considerado pela imprensa local o 'novo Neymar'. É justamente esse tipo de rótulo que o #Palmeiras tenta evitar para mantê-lo no grupo.

Vitória de goleada

O Verdão bateu a União Barbarense por 4 a 0. Outro destaque foi o atacante Keno que marcou dois gols e foi bastante participativo. Baptista também tomou uma decisão importante e sentida pelos jornalistas presentes: Jaílson não é mais o goleiro titular.

Publicidade

Fernando Prass, cortado das Olimpíadas do Rio 2016 após lesão grave no cotovelo, está oficialmente de volta. E também ganhou a titularidade.

Convocados

O dia foi de festa para Vitor Hugo e Dudu. Ambos atletas, Campeões Brasileiros, foram convocados pelo técnico Tite para disputar o 'jogo da amizade' contra a Colômbia, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Toda a renda da partida será revertida para os familiares das vítimas da queda do avião que matou mais de 70 pessoas, entre jornalistas, comissão técnica e jogadores da Chapecoense. #Mercado da bola