O #Cruzeiro comemorou 96 anos de história nessa segunda-feira (2). Para celebrar o aniversário, o clube mineiro resolver realizar uma missa, com promessa de um "presente" para a torcida após o compromisso religioso. No entanto, ao falar sobre quem seria o novo reforço do clube mineiro, o presidente Gilvan Pinheiro deixou escapar que a contratação ainda não é certa, após anunciar o nome do "contratado".

Como pode ser visto no vídeo abaixo, Gilvan de Pinho Tavares anuncia o meia Thiago Neves, que está no Al Jazira, do Catar, como novo jogador cruzeirense.

O presidente do Cruzeiro ainda fala no vídeo que o jogador tem um documento assinado e que já está acertado com o time.

Publicidade
Publicidade

No entanto, logo depois disso e da festa da torcida, Tavares disse que ainda falta a liberação do Al Jazira do Catar. O fato de ainda faltar um acerto concreto ficou nítido quando o perfil oficial do Cruzeiro no Twitter apagou o post em que confirmava Thiago Neves como reforço. Logo depois, a conta do clube publicou que o presidente "afirma que o acerto com Thiago Neves está próximo".

O fato é que mesmo com a pressa de Tavares pelo anúncio, o jogador deve mesmo se juntar ao Cruzeiro. Caso não aconteça, será mais uma das piadas do futebol nacional. Também na missa, o mandatário cruzeirense mostrou que continuava animado. Tavares informou que o atacante Marcelo Moreno, que está na China, pode se tornar novamente jogador da Raposa, caso não cobre luvas, um bônus de início do contrato, do Cruzeiro.

Publicidade

Marcelo Moreno jogou no Cruzeiro entre 2007 e 2008, e foi campeão brasileiro pelo clube em 2014.

Desistência em Jadson

Com o acerto próximo de Thiago Neves, o Cruzeiro deve desistir de contratar o meia Jadson, que também está atuando na China. As últimas informações são de que as negociações já estavam esfriando, devido aos altos valores pedidos pelo atleta. Jadson, que será dispensado do Tianjin Quanjian, é alvo do Corinthians, último clube que contou com o jogador antes de ele ir para a China. Jadson jogou em 2014 e 2015 no Timão. #Futebol Brasileiro #Mercado da bola