Sensacional! Espetacular! Épico! Histórico! Qualquer elogio é pouco para descrever a final do Australian Open entre o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer. Foi um jogaço! No mais alto nível que os tenistas poderiam alcançar.

Gênios! Lendas! Incríveis! Quando muitos pensavam que eles estariam em decadência e já poderiam pensar em aposentadoria, devido ao jejum de títulos de Slams que durava anos, eles voltam a jogar um grande tênis, fazem o melhor que podem e brindam os fãs desse esporte com uma final maravilhosa.

Federer ficou os seis últimos meses de 2016 parado devido a uma lesão, perdeu as Olimpíadas e o US Open, caiu para a posição 17 no ranking mundial e até pensou em parar de jogar, mas foi convencido a continuar pela esposa Mirka.

Publicidade
Publicidade

E Mirka estava certa. Depois de 5 anos, ele volta a ganhar um Grand Slam e ergue pela quinta vez a taça do primeiro Grand Slam do ano.

Roger e Rafa têm a maior rivalidade do tênis atualmente com ampla vantagem para o espanhol. Mas na Austrália e especialmente hoje, o suíço reencontrou seu espetacular jogo, fez jogadas que só ele poderia fazer, abusando de belos backhands, pôs seu vasto arsenal de golpes em quadra, venceu por 3 a 2 e saiu de quadra com o décimo oitavo título de Grande Slam, quinto no #Australian Open.

Foi uma das melhores finais que esse esporte já viu. Um espetáculo de tênis. A vitória poderia ir para qualquer lado. Tanto é que o suíço, no alto de seu respeito por Nadal, disse, após o jogo, que se o tênis tivesse empate, a final merecia terminar empatada e que ele aceitaria numa boa.

Além do respeito aos adversários e, em especial, a Nadal, Federer também demonstrou um respeito incrível com o público quando, ao deixar a quadra principal de Melbourne, ir até a outra quadra onde muitos torcedores que não tinham ingresso para a final assistiram ao jogo num telão.

Publicidade

Por essas e outras é que ele tem uma legião de fãs por onde passa e quase sempre tem a torcida ao lado nos principais torneios que joga.

Ele é o maior vencedor de Grand Slams da história e, para muitos, o maior tenista que o mundo já viu. Os fãs de tênis só têm a agradecer aos dois pelo jogo que fizeram e por voltarem a jogar em alto nível depois de passarem por muitas dificuldades nos últimos anos. #Rafael Nadal #Roger Federer