No final de outubro, durante um amistoso realizado na cidade de Sorocaba, o presidente da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), Marcos Madeira, disse que o novo técnico do time nacional seria definido ainda em 2016, fato que não aconteceu. Nesta terça-feira (2), o site Globoesporte.com revelou que por conta da crise financeira que atravessa, a entidade passará o comando da Seleção para a #CBF e o novo treinador será PC de Oliveira. Ainda de acordo com a reportagem, o anuncio oficial será feito na próxima quinta-feira (4), em um hotel do Rio de Janeiro.

A CBFS atravessa péssimo momento há alguns anos, e isso se refletiu dentro de quadra, com a precoce eliminação da Seleção da Copa Mundo da Colômbia, ainda na fase de oitavas, para o modesto Irã.

Publicidade
Publicidade

Antes, brigas, perda de patrocinadores e boicotes dos principais jogadores fizeram parte da rotina da entidade que rege a modalidade no país. Estima-se que sua dívida seja em torno de 6 milhões de reais.

Com a passagem de bastão para a entidade que comanda o futebol, a CBFS cuidará apenas das categorias de base, registro de jogadores e a organização de torneios, como a Taça Brasil de Clubes. Há alguns anos, a Liga #Futsal já havia se desvinculado da entidade.

PC retorna de vez

Afastado das quadras desde quando deixou o comando do Brasil Kirin, atual Magnus Futsal, PC de Oliveira foi anunciado pela antiga gestão como treinador, mas não chegou a efetivamente trabalhar. Antes, já havia comandado a #Seleção Brasileira na vitoriosa campanha do mundial em 2008, quando o Brasil sediou a competição.

Publicidade

Depois dirigiu o Corinthians e Copagril de Marechal Cândido Rondon, antes de ir para Sorocaba. Atualmente ocupa o cardo de coordenador de metodologia de treinamento do futebol da Ferroviária de Araraquara.

Desde a saída de Serginho Schiochet, a Seleção vinha sendo comandada nos amistosos pelo corintiano André Bié. No jogo contra o Paraguai, disputado em 30 de outubro, na Arena Sorocaba, o presidente Marcos Madeira havia dito que o novo comandante efetivo seria escolhido antes do final do ano.