O Sevilla entrou em campo nesta tarde de domingo para manter sua chance ao título do campeonato espanhol na temporada 2017 e também para derrubar uma invencibilidade de 40 jogos do #Real Madrid. Na última semana criou-se uma pequena rivalidade entre as duas equipes pelos consecutivos confrontos entre elas. Jogo de ida da Copa do Rei com um 3-0 para o Real Madrid no Santiago Bernabeu, o jogo da volta a alguns dias no Ramón Sánchez Pizjuán que terminou 3-3 e classificou a equipe merengue e o jogo de hoje.

Contudo, toda a atmosfera do jogo de hoje, foi resultado de algumas situações que aconteceram no último jogo e que tem o capitão Sergio Ramos como protagonista.

Publicidade
Publicidade

Vaiado desde o início do jogo na última quinta-feira, Ramos foi jogador do Sevilla antes de se transferir para o Real Madrid em 2005 e pela forma como foi conduzida sua venda, tornou-se persona non grata em Sevilla e que seria personagem fundamental no jogo de hoje.

O jogo

Dentre muitos jogos grandes que aconteceram neste fim de semana, como Liverpool 1 x 1 Manchester Utd, por exemplo, Sevilla e Real Madrid protagonizaram a melhor jogo do fim de semana futebolístico e não poderia ser diferente, porque foi a partida que colocou fogo no Campeonato Espanhol. O time da Andaluzia veio com o tradicional 3-5-2 que consagrou Sampaoli na Universidad de Chile e na Seleção Chilena enquanto o Real Madrid de Zidane, surpreendentemente adotou pela primeira vez na temporada um esquema com 3 zagueiros espelhando um 3-5-2 para equilibrar o controle no meio de campo.

Publicidade

O resultado foi que nos primeiros 10 minutos de jogo, o Real Madrid se comportou como se estivesse no Santiago Bernabeu, controlou o ímpeto ofensivo do Sevilla. Mas após os 15 minutos de partido, os rojiblancos começaram a dominar o jogo. Chegou a ter 60% de posse de bola mesmo sendo inativa, tinha o controle do meio de campo. Resultado da disciplina tática das duas equipes e pelo jogo de xadrez que se tornou, o primeiro tempo terminou 0-0 num ritmo que já anunciara como seria o segundo tempo.

E logo aos 20 minutos da etapa complementar, Carvajal foi derrubado por Sergio e Rico dentro da área. #Cristiano Ronaldo converter o pênalti e colocou os merengues em vantagem. Apesar do gol sofrido e pelas circunstâncias do sistema defensivo do Real Madrid, que impedia a troca de passes na entrada de sua área, o Sevilla não desistiu da partida. Mais do que isso, insistiu na virada sem se desorganizar, mantendo seu modelo de futebol. E consequência dessa pressão, foi o empate. Um gol contra de Sergio Ramos aos 36 minutos e depois a virada vinda dos pés de Jovetic para acabar com a invencibilidade madridista aos 45 minutos. #Futebol Internacional