Após curtir folga no sábado, os jogadores do Fluminense retomaram a pré-temporada na manhã deste domingo. Enquanto a comissão técnica trabalhava junto ao elenco no campo principal do CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, o gerente-executivo Alexandre Torres e o vice de futebol Fernando Veiga faziam suas avaliações sobre esse início de ano, mais especificamente em relação a dois dos jogadores do atual elenco.

Durante a sua conversa com o jornalistas, o filho de Carlos Alberto Torres, eterno capitão do tri da Copa do Mundo de 1970, falecido no ano passado, falou sobre Gum. Segundo o dirigente, o zagueiro, que está nas Laranjeiras há oito anos e, mesmo apresentando um retrospecto positivo com direito a dois títulos de Campeonato Brasileiro (2010 e 2012), vem sofrendo críticas tanto por parte de pessoas de dentro do clube quanto da torcida, tem o carinho dos demais atletas, mas ainda pode ser transferido.

Publicidade
Publicidade

"É um jogador que, esse ano teve proposta, ainda está tendo, mas não vamos desvalorizar o que ele fez pelo clube. É muito querido. Estando bem fisicamente, a comissão técnica vai avaliar se será aproveitado como titular. Isso depende do desempenho dele nos treinos. Vamos aguardar as negociações para saber o futuro dele", resumiu Torres.

No final de 2016, surgiu a informação de que Gum estaria próximo de acertar como Trabzonspor, da Turquia. Na semana passada, porém, o empresário Jorge Moraes garantiu que, por enquanto, não veio qualquer proposta oficial e a tendência é de o zagueiro permanecer no #Fluminense, com quem tem vínculo até 31 de dezembro de 2019.

Simultaneamente a Torres, Fernando Veiga comentou sobre o recém-chegado Junior Sornoza. Para o vice de futebol, o meia, trazido do Independente Del Valle, do Equador, vice da última Taça Libertadores da América, tem todo o potencial para se transformar em ídolo dos tricolores.

Publicidade

"É muito extrovertido, tem carisma grande. Acho que vai cair no gosto da torcida rápido. Tem uma qualidade que deixou o Abel louco por ele. Tem tudo para se tornar um grande ídolo do Fluminense", apostou Veiga.

Ao mesmo tempo que a diretoria apresentava um panorama do quadro atual dos bastidores, dentro de campo, o os preparadores físicos exigiram bastante dos jogadores. Depois de reclamar de um incômodo muscular na última sexta, o volante Jefferson Orejuela, outra novidade trazida do Independente Del Valle, treinou normalmente.

Liberados em seguida, os atletas só voltam ao CT Pedro Antônio na manhã de segunda. O Fluminense estreia na temporada de 2017 no dia 24 de janeiro, às 20h (de Brasília), encarando, no Mário Helênio, em Juiz de Fora, o Criciúma, pela abertura da segunda edição da Copa da Primeira Liga, torneio do qual o Tricolor é o atual campeão. #FutebolBrasileiro #PaixãoPorFutebol