Dado como desaparecido na manhã desta segunda-feira (16), o técnico do Atlético Goianiense, Marcelo Cabo, reapareceu em seu apartamento por volta das 15h30 desta tarde, porém, minutos depois voltou a deixar o local. A informação é do tenente-coronel da Polícia Militar Wellington Urzêda, que também é conselheiro do clube e que cuida do caso. A motivação de seu desparecimento ainda é um grande #mistério.

O caso teve início na madrugada de sábado para domingo, quando, após conversar por telefone com seu filho, o treinador deixou seu apartamento por volta das 3 horas, segundo imagens registradas pelas câmeras de segurança do prédio.

Publicidade
Publicidade

Como não atendia as ligações, dirigentes do Atlético decidiram ir até seu apartamento e lá encontraram a carteira com documentos e seu telefone celular, que estava desligado. A única coisa que ele levou foi um cartão de débito, mas nenhum saque foi registrado desde a madrugada de domingo.

Um Boletim de Ocorrência foi aberto e buscas foram feitas em todos os hospitais e também no Instituto Médico Legal (IML). Somente após esses procedimentos, os dirigentes decidiram comunicar à imprensa e publicar uma nota oficial, relatando o desaparecimento, que ganhou repercussão nacional.

Um novo capítulo deste caso foi escrito durante a tarde, quando, por volta das 15h30, o treinador voltou para seu apartamento em um táxi, que entrou no estacionamento de seu prédio. Ele foi até seu apartamento, chegando inclusive a cumprimentar o porteiro, e cerca de sete minutos depois saiu novamente, retornando ao táxi.

Publicidade

Algumas pessoas que o viram relataram que ele não aparentava marcas de agressão ou de sangue nas roupas.

O tenente-coronel Wellington Urzêda, em entrevista à Rádio 730, de Goiânia, disse que as investigações prosseguem e que é preciso saber se ele está sendo coagido por alguém. Com o aparecimento do treinador, a primeira hipótese levantada, de que poderia se tratar de um latrocínio, foi descartada. A polícia ainda não tem pistas do que pode ter acontecido ou de onde Marcelo Cabo possa estar.

O técnico fez carreira em clubes menores do Rio de Janeiro e assumiu o comando do Dragão em maio do ano passado, depois de fazer um bom trabalho com o Resende. Sob seu comando, o Atlético conquistou o acesso e o título do Campeonato Brasileiro da Série B. #Atlético GO #Futebol