A UEFA decidiu apresentar o relatório que elaborou acerca da dívida que os clubes na Europa apresentaram em 2015, demonstrando situações financeiras muito criticas. Tal como informa o site “Notícias ao Minuto”, o órgão autônomo mostrou que é o Manchester United quem apresenta a maior dívida de todos os clubes europeus, cerca de 536 milhões de euros. Contudo, e em um momento que Portugal ainda está recuperando da crise, o segundo classificado dessa lista é o Benfica, que tem um divida avaliada em uns chocantes 336 milhões de euros, ficando à frente de times como o Inter e o Valência.

Depois de ter investido muito em ativos na última década, nem sempre com os melhores resultados para o clube, Luís Filipe Vieira, há cerca de três anos, garantiu que iria investir muito mais na formação da instituição, do que propriamente na contratação de jogadores estrangeiros, que por vezes acabam sendo grandes “flops”.

Publicidade
Publicidade

Contudo, apesar dessa mudança drástica, a verdade é que o clube português não tem conseguido reduzir sua enorme dívida, fazendo com que muitos sócios fiquem muito preocupados.

As informações foram divulgadas pela UEFA, responsável por todas as competições europeias de clubes e seleções, que quis demonstrar ao público como alguns grandes clubes europeus, mesmo com as muitas receitas que recebem anualmente, não estão conseguindo controlar seus passivos, colocando as instituições em risco financeiro. Como garante o site “Notícias ao Minuto”, a dívida de 2015 do Benfica representa cerca de três vezes a receita que consegue gerar, algo que é bastante preocupante.

Nas redes sociais, muitos portugueses, sobretudo torcedores do Benfica, estão chocados com essas novas informações acerca da situação financeira do Benfica, questionando até que ponto o seu presidente vai conseguir controlar essa situação.

Publicidade

De recordar que, apesar de estar em um país considerado pequeno, o Benfica está no segundo lugar dos clubes mais endividados da Europa, ficando à frente de grandes colossos europeus que anualmente investem centenas de milhões de euros, algo que o clube português nunca fez. #Economia #Negócios