No último final de semana, fortes chuvas quase impediram a realização do jogo entre Portuguesa-RJ e Fluminense (vitória da equipe das Laranjeiras por 3 a 0) no estádio de Los Larios. Apesar dos problemas de drenagem ocorridos, o Tricolor confirmou, nesta quarta, o estádio de Xerém, distrito de Duque de Caxias, região metropolitana do Rio de Janeiro, como local do confronto do próximo domingo, às 17h (de Brasília), diante do Bangu, válido pela penúltima rodada da fase de classificação da Taça Guanabara, segunda fase do #Campeonato Carioca.

"Está confirmado. Não há mudança. A partida está marcada para lá e nós jogaremos contra o Bangu em Los Larios, como está na tabela.

Publicidade
Publicidade

Sem alterações", declarou em entrevista concedida ao Globoesporte, Fernando Veiga, vice-presidente de futebol do #Fluminense.

A campanha do Flu no Estadual do Rio, até o momento, é indiscutível. Com 100% de aproveitamento nas três partidas disputadas (Vasco, Resende e Portuguesa-RJ), os comandados pelo técnico Abel Braga lideram o Grupo C somando nove pontos e já estão garantidos nas semifinais da competição.

Desde 2016, especialmente por conta da dificuldade de utilizar o Maracanã, o Fluminense vem sofrendo para exercer os seus mandos de campo. Para minimizar esse problema, a diretoria tricolor entrou em acordo com o América-RJ e a equipe de futebol profissional fez do Giulite Coutinho, em Édson Passos, no Grande Rio, a "sua nova casa". No entanto, no Revéillon passado, fortes ventanias causaram a queda de parte das arquibancadas e, consequentemente, a interdição do estádio, que só deve estar liberado daqui a duas semanas.

Publicidade

Segundo maior vencedor da história do Campeonato Carioca (31 títulos), o Fluminense tenta acabar com um jejum de cinco anos. Curiosamente, quando levantou o taça do Estadual pela última vez, também era dirigido por Abel Braga, derrotando, na final, o Botafogo, vencendo os dois jogos, ambos realizados no Engenhão, por 4 a 1 e 1 a 0. Diferentemente do que vem acontecendo nos últimos anos, o Tricolor, naquela ocasião, tinha um elenco recheado de jogadores renomados, casos de Fred, Deco e Thiago Neves. #PaixãoPorFutebol