A Copa Sul-Americana começa dia 28 de fevereiro, e a edição deste ano marca uma nova etapa no segundo torneio mais importante das Américas. Ocorre que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) promoveu alterações no formato do torneio, e a partir desta edição, que é a de número 16, serão 54 clubes na disputa, ao invés dos 47 dos torneios anteriores. A competição agora se estende durante o ano todo, se inicia em fevereiro e termina somente em dezembro.

As vagas disponíveis serão herdadas por clubes que não avançaram a segunda fase da libertadores 2017 (dois eliminados na terceira fase preliminar e os oito que terminarem em terceiro lugar na fase de grupos), estes já entraram na segunda fase do torneio, que sera dividido por 6 etapas, (primeira fase, segunda fase, oitavas, quartas, semi, e finais), cada partida sera realizada em confrontos de ida e volta, e os que forem vencendo vão avançando até a final.

Publicidade
Publicidade

Vale lembrar que o campeão do torneio ganha uma vaga direta na fase de grupos da #Libertadores da América 2018, e também disputará a Recopa Sul-Americana, a Copa Suruga Bank e a Supercopa Euro-Americana, do ano seguinte.

Brasileiros na Disputa

Corinthians x Universidad de Chile: o primeiro jogo será em São Paulo, e o time paulista entra na disputa como um dos favoritos ao título, pois além de possuir um forte elenco, se reforçou com grandes nomes, como os volantes Gabriel e Felipe Batos, o atacante Jô e a grande aposta, o experiente meia Jadson.

Ponte Preta x Gimnasia y Esgrima-ARG: a Ponte estreará em casa também, e é uma das apostas no torneio, pois conseguiu manter a base do time que terminou o último Brasileirão na 8º colocação, a frente de grandes clubes como São Paulo, Grêmio e Fluminense.

Publicidade

Suas principais apostas são o experiente goleiro Aranha e os jovens atacantes Lucca e Pottker.

Sport x Danubio-URU: o clube de Recife estreará em casa também, e tem boas chances de avançar até as fases finais, pois possui bons jogadores, como o experiente zagueiro Durval, o meia Rithely e os atacantes Marquinhos e Diego Souza, e a Ilha do Retiro como trunfo ao jogar em casa, ou seja, pode surpreender.

Cruzeiro x Nacional-PAR: o time mineiro jogará a primeira partida em casa também, e caso mantenha a regularidade da reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, entra na disputa também como um dos favoritos, suas principais apostas são os meias Robinho e Arrascaeta, e o recém contratado Thiago Neves, além do atacantes Sóbis e Ábila.

Fluminense x Liverpool-URU: o clube carioca estreará no Rio, é uma incógnita no torneio, pois oscilou muito na temporada passada, mas tem camisa de peso e com algumas vitórias pode embalar, suas principais apostas são o experiente goleiro Diego Cavalieri, os jovens Gustavo Scarpa e Marcos Junior e o atacante Henrique Dourado, além do técnico recém contratado Abel Braga.

Publicidade

Defensa y Justicia-ARG x São Paulo: o único time brasileiro a não estrear em casa é o tricolor paulista, que jogará o primeiro jogo na Argentina. O São Paulo vive situação semelhante ao Fluminense, porém a chegada do técnico Rogério Ceni e dos reforços Wellington Nem e Cícero pode dar um novo ânimo ao time, que já possui bons nomes, como os zagueiros Maicon e Rodrigo Caio, o meia Cueva e o atacante Andrés Chávez.

Vale lembrar que existe a chance de mais brasileiros entrarem na disputa da #Copa Sul-Americana 2017 vindo da Libertadores. #Brasil