A estatura não é das mais altas e o porte físico não chega a desencorajar os adversários. Mas a postura viril e a imposição em campo transformam #Leandro Donizete em um jogador bastante respeitado no futebol brasileiro. Nesta temporada, ele trocou de clube: saiu do Atlético-MG, clube pelo qual venceu muitos títulos, e acertou contrato com o #Santos. E será titular no próximo compromisso do Peixe.

Aos 34 anos, Donizete substituirá outro jogador experiente, Renato, no próximo domingo, às 11h, no duelo do Santos contra o Red Bull Brasil, no Pacaembu, pela segunda rodada do Campeonato Paulista de 2017. Em entrevista, ele comentou abertamente sobre o seu estilo de jogo e refutou a fama de que não sabe jogar.

Publicidade
Publicidade

Como álibi, usou um depoimento dado por Ronaldinho Gaúcho, quando jogaram juntos no Atlético-MG.

"Quero mostrar para os torcedores do Santos que sei inverter uma jogada, dar um bom passe, virar o jogo. Sempre passei por grandes equipes e nunca me falaram que não sei jogar. Todos falam que sei sim. Veja só, até o Ronaldinho Gaúcho, no período que jogamos no Atlético-MG, me falou que eu sei jogar, então imagine. Eu levo isso comigo. Sobre errar, todos erram, mas o importante é sempre correr atrás", pregou o novo volante do Santos.

No Galo, o viril Leandro Donizete participou do título da Libertadores da América de 2013 e da Copa do Brasil do ano seguinte. Foi homem de confiança dos técnicos Cuca e Levir Culpi em suas passagens pelo gigante de Belo Horizonte. Agora, ele quer trilhar o mesmo caminho no Santos e promete, já no domingo, "jogar bem" como os demais companheiros de equipe.

Publicidade

"Já fazia essa função do Renato, que é de sair jogando com a bola. Podem saber que darei minha vida ali, e estarei bem preparado. Sei que a primeira impressão é a que fica, então procuro não dar brecha. Por onde passei, eu firmei, e sei que se jogar, vou dar conta do recado. Espero jogar bem assim como os meus companheiros", salientou Leandro Donizete. Na sexta passada, o Santos aplicou 6x2 no Linense, na estreia do Paulista.