A fase não anda boa para o #Corinthians quando se trata da busca por um novo atacante. A nova do momento é a desistência da contratação do atacante William Potker, da Ponte Preta, que se destacou bastante no Campeonato Brasileiro da temporada passada. Nesta quarta-feira, em Poços de Caldas, Minas Gerais, palco do jogo contra a Caldense, pela Copa do Brasil, a diretoria do Timão "tirou o time de campo" na negociação.

A decisão do Corinthians se deu em razão de Potker ter sido escalado pela Ponte contra o Campinense, também esta quarta-feira, pela Copa do Brasil. Os dirigentes alvinegros disseram que havia um acerto com o atleta para depois do Paulistão, mas não queriam que ele atuasse em competições paralelas, como a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana.

Publicidade
Publicidade

Potker resolveu ser político ao explicar sua participação no duelo contra o Campinense, que acabou com vitória da Macaca por 2x0. Ele lembrou que cumpre ordens por ser um "funcionário" da Ponte.

"Sou funcionário do clube e devo cumprir com as minhas obrigações. Estou na Ponte Preta e minha cabeça tem que estar voltada aqui nesse momento. Não recebi pedido de ninguém para não jogar e devo sempre procurar fazer a minha parte", explicou o atacante, que por ter atuado pela Ponte na Copa do Brasil, não poderia depois defender o Corinthians na mesma competição.

Drogba também não veio

O Corinthians pensou alto neste início de temporada e mirou a contratação do astro marfinense Didier Drogba, que fez história no futebol europeu atuando especialmente com a camisa do Chelsea. Os paulistas chegaram a abrir negociação com o atacante, mas a negociação acabou não vingando.

Publicidade

Após a negativa na contratação de Drogba, o Corinthians soltou um comunicado oficial que foi bastante criticado pela imprensa e gerou diversos memes nas redes sociais. Nele, o Timão agradecia Drogba pela negociação e lamentava o desfecho. Na vitória por 1x0 sobre a Caldense, nesta quarta, foi visto um cartaz provocativo na arquibancada em que ironizava: "Valeu, Drogba".