O #Grêmio continua buscando um meia para substituir Douglas. Parece que o técnico Renato Portaluppi não pretende ainda usar o jovem Lincoln ou dar mais uma chance ao uruguaio Máxi Rodriguez. Depois de sondar Lucas Lima, do Santos, e de tentar a contratação de Paulo Henrique Ganso, do Sevilla, o mais novo alvo é o argentino Gastón Fernández.

De acordo com informações do portal UOL, o meia argentino pode atuar na posição de Douglas e também como atacante. Fernández poderia também substituir Jael, que assim como o 10 gremista, rompeu os ligamentos do joelho e ficará seis meses afastado dos gramados.

Por enquanto, não há mais detalhes sobre as negociações do Grêmio com o meia argentino de 33 anos.

Publicidade
Publicidade

O que se sabe é que Fernández tem contrato até a metade do ano que vem com a Universidad do Chile, sendo assim, o tricolor gaúcho precisaria comprar o atleta ou pedir um empréstimo.

O que pode ajudar é que o argentino está sem clima no clube chileno. Fontes próximas ao jogador indicam que ele aceitaria uma proposta para jogar no Brasil.

O vice-presidente do Grêmio, Odorico Roman, foi perguntado sobre a possibilidade da contratação do meia argentino. O dirigente afirmou que não descarta o investimento, mas que prefere não revelar nomes que estão sendo sondados pelo clube gaúcho. De acordo com Roman, o Grêmio deve apresentar dois reforços nas próximas duas semanas. O objetivo gremista é ter o grupo fechado para o início da Libertadores, que acontece no dia 8 de março.

Quem é Gastón Fernández?

Revelado pelo River Plate, ainda em 2002, Gáston Fernández tem as credenciais que o Grêmio gosta.

Publicidade

É campeão da Libertadores pelo Estudiantes, da Argentina, em 2009. Na ocasião, Fernández marcou um gol na final contra o Cruzeiro. Pelo Estudiantes, o meia chegou a ser campeão nacional também.

Identificado com o clube argentino, o jogador atuou entre 2008 e 2014. Depois, se aventurou nos Estados Unidos, jogando pelo Portland Timbers. Antes de chegar ao Chile, o meia atuou novamente pelo Estudiantes. Em números, Fernández não pode ser considerado artilheiro, já que tem 111 gols em 432 jogos na carreira. #FutebolBrasileiro #Mercado da bola