As Séries A-2 e A-3 do Campeonato Paulista seguem em um frenético ritmo de troca de treinadores. Nesta quinta-feira (16), #Sertãozinho, Desportivo Brasil e Matonense anunciaram mudanças em seu comando. Com isso, contando todas as divisões, a “#Dança dos Técnicos” no futebol paulista já chega a 10 trocas de cargos.

Após a derrota por 2 a 1 para o Votuporanguense – a segunda consecutiva – a diretoria do Sertãozinho optou por demitir Júlio Sérgio, além do auxiliar Paulinho Massaro, depois de apenas cinco jogos no comando do Touro. O time é o décimo colocado com seis pontos. No final do dia, o clube anunciou a contratação do veterano José Carlos Serrão, que retorna ao após comandar o time na conquista da Série A-3 do ano passado.

Publicidade
Publicidade

O facão também passou pela Série A-3. Durante a tarde, o Desportivo Brasil anunciou a saída do treinador da equipe, Odirlei Maurer, do auxiliar técnico e preparador de goleiros, Adinam Cardozo, e também do preparado físico, Carlos Ferraz. A decisão aconteceu após a segunda derrota consecutiva, desta vez para o São Carlos, fora de casa.

Já a Matonense é o primeiro time a passar por uma segunda troca de comando. Uma semana após assumir o posto, o técnico Lelo, alegando conflitos com a direção, pediu para deixar o clube. Ele havia substituído João Martins, que saiu por conta de problemas salariais. Pinho, que fez boa campanha com a SEMA no ano passado, volta ao banco de reservas do time.

Não perca a conta

A bola voltou a rolar no futebol paulista no final de janeiro, porém as três divisões juntas – ou 56 times -, já acumulam 10 troca de treinadores.

Publicidade

Na Série A-1 a Ferroviária é o único a já ter efetuado uma troca até o momento, demitindo Antônio Picoli e surpreendendo ao chamar o técnico da Seleção Brasileira de Futsal PC Oliveira.

Além de Júlio Sérgio, que saiu do Sertãozinho, na Série A-2 a fila foi puxada por Edson Leivinha, que não resistiu a sequência de resultados negativos com do União Barbarense. No início da semana, Márcio Ribeiro foi desligado do Barretos após a goleada sofrida para o Mogi Mirim.

Já na Série A-3, a média é de mais de um técnico por rodada: em cinco jornadas foram seis trocas de comando. A Matonense já fez duas, com João Martins dando lugar para Lelo, que ficou apenas alguns dias, tendo seu lugar assumido por Pinho. Sérgio Santos deixou o Grêmio Catanduvense, Carlinhos Alves foi demitido do Paulista e Sandro Sargentim foi desligado do Atibaia, além de Odirlei Maurer, demitido do Desportivo Brasil. #Paulistão