Na noite desta sexta-feira (17), o #Guarani conseguiu sua recuperação dentro do Campeonato Paulista da Série A-2 ao derrotar o União Barbarense por 2 a 0, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. No entanto, o triunfo bugrino ficou em segundo plano após o surpreendente anúncio da saída do técnico Ney da Matta. Com ele, também deixam o clube o preparador físico Altamir Júnior e o auxiliar técnico Tony Ferreira.

Segundo o site "Globoesporte.com" a diretoria do time campineiro estava insatisfeita com o rendimento do time dentro de campo, apesar da boa campanha do time, que ocupa a quarta posição com 10 pontos em seis jogos.

Publicidade
Publicidade

Foram três vitórias, um empate e duas derrotas.

Mesmo afastado por problemas de saúde, o presidente Horley Senna participou da reunião que colocou fim a passagem do treinador campeão brasileiro da Série C. O mandatário disse que foi contra a demissão, porém isso era vontade do Conselho de Administração, da diretoria de futebol e do futuro presidente Palmeron Mendes Filho. Os mais cotados para assumir o cargo são: Dado Cavalcanti e Maurício Barbieri. A diretoria prometeu para ainda este sábado anunciar o nome do substituto.

A Série A-2 ainda está com sua sexta rodada em curso, mas o Guarani já é o quarto clube a efetuar uma troca. Ainda no meio da semana, Júlio Sérgio havia sido dispensado do Sertãozinho. Antes Márcio Ribeiro e Edson Leivinha, já tinham deixado Barretos e União Barbarense, respectivamente.

Publicidade

Na A-3 nem bons resultados seguram

A #Dança dos Técnicos segue mesmo frenética na Série A-3. Somente no meio desta semana três times mudaram de treinador. E se engana quem pense que a falta de resultados é o que determina o fim da linha para eles. Problemas financeiros também acabam complicando a permanência dos profissionais.

E foi o que aconteceu com o Olímpia. Líder da Série A-3 com quatro vitórias e apenas uma derrota, o time perdeu o técnico Betão Alcântara, que pediu demissão por conta de problemas financeiros que o clube passa. O time será assumido interinamente pelo preparador físico Stélio Metzker.

Dessa forma, o Olímpia é o sexto clube a mudar de técnico na A-3, isso com apenas cinco rodadas. A Matonense já fez duas trocas, com João Martins dando lugar para Lelo e este uma semana depois sendo substituído por Pinho. Antes Sérgio Santos (Grêmio Catanduvense), Carlinhos Alves (Paulista), Sandro Sargentim (Atibaia) e Odirlei Maurer (Desportivo Brasil) já haviam pegado o boné. #Paulistão