Nesta quinta-feira (9), o site Sphera Sports, da Espanha, revelou quais as camisas de clubes foram as mais vendidas em 2016. Mais uma vez, os times da Premier League predominam a lista, com quatro representantes no top-10. Curioso é que equipes mesmo em má fase e fora de competições europeias ainda figuram no ranking.

Este é o caso do Milan. Distante da briga pelo Campeonato Italiano e na última temporada fora até mesmo da Liga Europa, a equipe ocupa a décima posição com 685 mil peças vendidas no ano passado. Praticamente com o mesmo número de camisas vendidas, Paris Saint Germain é o nono colocado e também único francês entre os dez.

Publicidade
Publicidade

Outro fator que vale destacar é que, no meio do ano, a equipe perdeu sua principal estrela, o sueco Zlatan Ibrahimović, para o #Manchester United.

O Liverpool é outro que também ficou fora da Liga dos Campeões, mas possui uma das camisas mais procuradas. Os Reds aparecem em oitavo lugar com 705 mil peças vendidas. Em seguida, vem outro italiano, a pentacampeã Juventus, com 850 mil camisas comercializadas.

O #Arsenal é o primeiro time a romper a barreira de um milhão de camisas vendidas. Na sexta posição, os Gunners comercializaram 1.255.000 peças. Com um milhão e meio de fardamentos vendidos, o Bayern de Munique é o único alemão a aparecer no top-10, estando em quinto lugar.

Líder do Campeonato Inglês, o Chelsea aparece em uma surpreendente quarta colocação, com 1.650 mil camisas vendidas.

Publicidade

Isso, talvez, deve-se muito a conquista do título da temporada 2015 – 2016, já que na última edição o time fez uma campanha muito ruim, ficando fora das competições europeias. Um fato importante é que ao final desta temporada os Blues trocarão a Adidas pela Nike.

O pódio é aberto pelo #Barcelona, que com 1.980 mil camisas é o terceiro colocado na lista, mas está atrás do grande rival Real Madrid, o vice-líder com 2.290 mil fardamentos vendidos.

E o grande vencedor foi o Manchester United. Mesmo não estando na atual edição da Liga dos Campeões, os Diabos Vermelhos bateram a marca de 2.850.000 camisas vendias. Não à toa que o time tem o maior contrato com fornecedor de uniformes do mundo e é também o clube com maior faturamento. Isso já estando há quatro temporadas sem conquistar a Premier League.