Desde a data 03/02/2013, o estado de Minas Gerais não recebia um #clássico entre Atlético Mineiro x #Cruzeiro com carga de ingresso divida.

Porém, hoje, essa nostalgia acabou. Em partida válida pela Primeira Liga, torcedores do galo e da raposa, respectivos mascotes de Atlético e Cruzeiro, tiveram o prazer de viver esse ambiente de rivalidade nas arquibancadas.

Essa parece até ser uma notícia boba, por assim dizer, um fato que pode ser considerado até irrelevante para quem não gosta de esportes, porém, para quem vive o mundo dos esportes, ou até mesmo tem apenas simpatia pelo mesmo, é um fato novo. Ora, estamos em 2017, desde o começo de 2013 não existe um clássico entre as duas maiores torcidas de Minas Gerais.

Publicidade
Publicidade

São quatro anos sem um confronto, quando digo essa palavra, quero dizer de gritos, cantos e incentivos nas arquibancadas.

Desde esse tempo, as porcentagens são 90% para o time mandante e os outros 10% para o time visitante.

O que aconteceu desde então?

Em 2013, o Cruzeiro foi o campeão Brasileiro e o Atlético Mineiro foi o campeão da Libertadores. Eram grandes times, porém, não tiveram a oportunidade de presenciar o Estádio Governador Magalhães Pinto, ou como é conhecido, Mineirão, com essa atmosfera.

2014 foi mais um ano fantástico para as duas equipes mineiras. O Cruzeiro repetiu o título do Campeonato Brasileiro e o Atlético conquistou a Copa do Brasil. Essa última competição teve a final disputada entre os dois times. O primeiro jogo da final aconteceu no estádio Independência, com o Atlético como mandante.

Publicidade

O Independência é um bom estádio, porém, tem como capacidade de público apenas 23 mil torcedores, número grande, porém não pode comportar as duas torcidas de forma igualitária. O segundo jogo da final ocorreu no Mineirão, estádio com capacidade para 61.846 pessoas, com mando do Cruzeiro, porém prevaleceu a regra de apenas 10% da torcida visitante (aproximadamente 6 mil e duzentos torcedores atleticanos) e a dominância da torcida cruzeirense com direito à carga de 90% dos ingressos totais. O time alvinegro conquistou a competição, pois venceu as duas partidas disputadas, a primeira por 2x0, com gols de Luan e Dátolo, e a segunda partida com gol de Diego Tardelli, atacante do Atlético à época.

Os anos seguintes, 2015 e 2016, não trouxeram glórias aos times por assim dizer. Não conquistaram nenhuma competição de peso e todos os derbys ocorreram com uma torcida predominante.

Presença no Estádio

A Primeira Liga é uma competição amistosa de pré-temporada, logo não possui peso ou valor classificatório para outras competições. O clássico mineiro foi uma boa maneira de começar a competição, que iniciou ano passado como um projeto e tende só a se fortificar a cada temporada que passa.

O jogo terminou com a vitória do Cruzeiro pelo placar de 1x0. Um público de 41.530 torcedores e uma renda de R$ 1.139.052 #Atletico-MG