O #Vasco acaba de confirmar em seu site oficial a sétima a contratação para a temporada de 2017, trata-se do atacante Andrés ''Manga'' Escobar. Colombiano do Dinamo Kiev, que estava emprestado para o Millonarios, chega ao Cruzmaltino da mesma forma e com contrato de um ano. As tratativas vinham acontecendo desde o início da semana, mas só agora chegou o último documento que faltava para formalizar o negócio. Ele é um jogador que atua pelos lados e tem muita velocidade e habilidade.

Andrés já estava no Rio de Janeiro desde segunda-feira e vem se comunicando com os vascaínos pelas redes sociais, arriscando o português com os torcedores.

Publicidade
Publicidade

Foi contando por onde andava a situação para os seus seguidores e garantia que faltava muito pouco para assinar com o Gigante da Colina.

Histórico

O jogador tem um histórico de polêmicas em seu currículo. Quando atuava pelo Atlético Nacional brigou com o treinador Reinaldo Rueda, que está no time até hoje. Na ocasião, o atacante estava relacionado para o confronto contra o América de Cali, mas chegou atrasado na concentração e, dessa forma, foi sacado da equipe. O atleta não gostou da atitude e quando viu que o técnico não mudaria de opinião, pediu demissão e nunca mais apareceu por lá.

"O jogador se sentiu desconfortável, não aceitou a decisão e manifestou sua inconformidade. Quando eu disse que não podia aceitar que ele chegasse tarde, ele disse que renunciava. No dia seguinte já não veio treinar", disse o treinador na época, para o site "El Tiempo''.

Publicidade

Outro fato marcante foi quando criticou o futebol colombiano, dizendo que o as equipes do país estavam atrasadas em relação ao restante do mundo e o único que chegava perto dos europeus era o Atlético Nacional, justamente o rival do time em que estava atuando naquele momento. ''#Manga'' explicou a situação dizendo que a imprensa havia distorcido o que ele havia falado.

Concorrência

No Vasco, ele vai ter que brigar por uma vaga com outros da mesma função, como Kelvin, Éder Luis, Éderson, Muriqui e Caio Monteiro. #Mercado da bola