O #Vasco tinha definido quem seria o seu camisa 9 desde o início do #Mercado da bola, em dezembro. O nome preferido era o de Luís Fabiano. Nas últimas semanas, um travamento na negociação, por conta do Tianjin Quanjian não ter liberado o atacante, fez com que o nome do atacante fosse retirado da lista de reforços. No entanto, o panorama mudou. Nessa semana, os diretores do time chinês indicaram que podem liberar o atacante. Sendo assim, o centroavante volta aos planos dos vascaínos.

O que mudou a situação do atacante foi outro brasileiro: Alexandre Pato. O jogador, que estava no Villarreal, da Espanha, foi vendido ao Tianjin Quanjian, tirando a vaga de Luís Fabiano do time.

Publicidade
Publicidade

O que preocupa o Vasco são os prazos. O clube carioca tem interesse de inscrever o atleta no Campeonato Carioca, e a data limite para isso é a quinta-feira, dia 9 de fevereiro.

No momento, Luís Fabiano segue em pré-temporada na China, separado do elenco do Tianjin Quanjian, que está na Itália. O Vasco não deve sofrer a concorrência da Ponte Preta pelo jogador de 36 anos. Durante o mercado da bola, muitas informações davam conta de que o atleta gostaria de voltar a jogar em Campinas, onde começou no #Futebol.

Luís Fabiano não afasta outro atacante

A chegada de Luís Fabiano ao Vasco não faz com que o clube deixe de contratar outro atacante, como havia sido informado previamente. Mesmo com a contratação do centroavante, o time cruzmaltino continua contando com o reforço do colombiano Andrés Escobar, conhecido como Manga, que estava atuando no Millonarios, da Colômbia.

Publicidade

Escobar já está no Rio de Janeiro, já fez todos os exames que precisava e falta apenas assinar o contrato. Após isso, o atacante será apresentado oficialmente pela direção do Vasco. Escobar é visto como uma solução para dois problemas do time carioca: o elenco envelhecido e as falhas no ataque. O jogador é um atacante de velocidade de 25 anos.

Outro reforço que logo deverá ser apresentado é o volante Bruno Paulista, que estava no Sporting de Portugal.