O #Grêmio segue em busca de reforços para o grupo. O nome da vez é #Xandão. O jogador, que já jogou no Brasil no São Paulo, atualmente está de saída do Anzhi Makhachkala, da Rússia. O atual vice de #Futebol do Grêmio, Odorico Roman, confirmou que o atleta está sendo oferecido para o tricolor gaúcho, que no momento está procurando um zagueiro para ser opção para reserva, já que os titulares Geromel e Kannemann atualmente são "insubstituíveis".

"Ele está monitorado, mas não temos nenhuma conversa com esse jogador no momento. Temos um setor de monitoramento de jogadores, e no momento adequado vamos fazer, se necessário, o investimento.

Publicidade
Publicidade

Já temos mapeados os jogadores que podem ser trazidos" – explicou o dirigente.

O jogador já está sendo monitorado pelo Grêmio desde o ano passado. No começo de 2016 saíram notícias da possível contratação de Xandão pelo Grêmio, inclusive chegando perto de confirmar os valores pelo atleta, mas o jogador acabou permanecendo no clube russo por mais uma temporada. Na época, o jogador gostaria de fechar contrato com um clube europeu para ser emprestado, por pelo menos uma temporada, para algum clube brasileiro.

Sem investir em contratações de peso, o Grêmio mantém em análise uma série de nomes ainda devem ser estudados para depois serem negociados. O vice de futebol do clube gaúcho também falou sobre possíveis negociações com os atletas do Grêmio, e não descartou que ainda tenha mais vendas depois do negócio feito por Walace, vendido por 10 milhões de euros para o Hamburgo, da Alemanha.

Publicidade

Perguntado sobre reforços, o técnico Renato Portaluppi confirmou que gostaria de receber mais nomes de peso e que está conversando sobre isso com a diretoria, mas que seria difícil na atual condição financeira do clube. "Vamos acompanhar durante a primeira fase da Libertadores. Se tiver que dar um ou dois tiros, vamos dar o tiro certo. Mas sem loucuras" – disse Renato Gaúcho.

Na última quinta-feira chegou mais um reforço no Grêmio, o meio campista Martin Chaves, do Peñarol do Uruguai. O clube gaúcho não deve anunciar mais jogadores para meio-campo e ataque antes da fase de grupos da Libertadores.