O resultado em 1 a 1 no confronto entre #Corinthians e #Red Bull Brasil, válido pela 10ª rodada do Campeonato Paulista, disputado nesta quinta-feira (23), acabou mesmo ficando em segundo plano. O que mais chamou a atenção foi o tumulto entre membros das duas comissões técnicas ao final da partida disputada na Arena Corinthians, quando o técnico do time visitante, Alberto Valentim, foi agredido pelo preparador físico corintiano, Walmir Cruz. O fato foi relatado em súmula pelo árbitro Salim Fende Chavez.

Segundo documento, já disponível no site da Federação Paulista de Futebol, o encarregado dos fiscais da FPF, Sidney Roberto da Silva, informou a Chavez todo o ocorrido.

Publicidade
Publicidade

Segundo ele, após o jogo, já na rampa de acesso aos vestiários, iniciou-se uma discussão acalorada entre o preparador físico do Corinthians e o técnico Alberto Valentim, que precisou da intervenção de seguranças.

Após os ânimos estarem mais acalmados, Walmir teria atingido o técnico do Red Bull com uma voadora. O fiscal também disse que em nenhum momento o treinador do time de Campinas agrediu o corintiano ou revidou a agressão sofrida.

Mais tarde, durante entrevista coletiva, o Valentim não quis comentar o ocorrido, dizendo apenas que queria curtir o empate conquistado nos acréscimos do segundo tempo, quando seu time estava com um jogador a menos após a expulsão do goleiro Saulo, ainda no primeiro tempo. “Não tem versão, a diretoria depois fala, as pessoas estavam lá perto, quero curtir esse empate", disse ao canal de TV a cabo ESPN Brasil.

Publicidade

Pelos lados do Corinthians, o gerente de futebol, Alessandro, disse desconhecer o episódio e que também não viu nada de anormal na saída do vestiário.

Como ficou a tabela

Os resultados da rodada garantiram matematicamente ao Corinthians a primeira posição do grupo A. Com 20 pontos, o Timão está sete à frente de Botafogo e Ituano, que somam 13, e terá o direito de fazer o jogo de volta das quartas de final em casa.

Já o Red Bull se afastou um pouco da zona do rebaixamento. Com 12 pontos, o time dos energéticos ainda briga por uma vaga na segunda fase contra o Linense, que soma 14 e ainda tem remotas chances de superar o São Paulo, líder com 16 pontos. #Paulistão