Nunca na história da #Liga dos Campeões aconteceu de um time perder no jogo de ida por 4x0 e conseguir virar o jogo na partida de volta. Mas o que para muitos parecia impossível, o poderoso Barcelona do trio MSN conseguiu provar que isso é possível sim e esse dia chegou hoje (8). Foram 6 gols contra 1 do PSG, no agregado ficou 6x5 para o time dos azuis grená garantirem a classificação "impossível".

O impossível agora é possível

O Paris Saint Germain entrou em campo com a vantagem de 4x0 contra o barça, mas isso não foi capaz de parar o trio MSN. Aos 4 minutos de jogo ele, "el pistoleiro" Luiz Suarez apareceu por traz da zaga e com um leve desvio de cabeça encobriu o goleiro abrindo o placar.

Publicidade
Publicidade

Com pressão em cima de pressão contra o time francês, até que aos 40, em uma jogada inusitada, Andrés Iniesta driblou o adversário quase em cima da linha de fundo e com um toque de calcanhar para traz, Kurzawa tentou interceptar mas acabou colocando para dentro do gol fazendo o segundo do Barcelona.

No segundo tempo o time da Catalunha voltou mas decidido do que nunca, em 5 minutos #Neymar foi derrubado na área e o juiz marcou, Messi converteu fazendo o 3º. Quem fez contra se redimiu, Kurzawa deu um lindo passe para o uruguaio Edson Cavani, que entrando pela ponta esquerda soltou a bomba para levar a tossida espanhola ao silêncio, 3x1. Mas o barça queria provar porque tem 5 títulos da Liga, e após 2 minutos do gol sofrido, Neymar bateu falta com precisão e marcou, 4x1.

Homem do jogo

Pouco tempo depois, o juiz marcou mais um pênalti para o Barcelona.

Publicidade

Desta vez quem bateu foi Neymar, marcando o 5º gol espanhol. E não ficou só nisso, nos acréscimos o sonho virou realidade, e quem o proporcionou foi Neymar Junior, em uma jogada que com certeza entrará para história, o brasileiro deu um passe por cima da zaga do PSG deixando Sergio Roberto cara a cara com o goleiro alemão Trapp Kevin, que não conseguiu evitar o leve desvio do jogador espanhol, levando o gol que finalizou a partida, 6x1, levando o time da Espanha às quartas de final. #impossivel