Muitas vezes o beisebol e o #Softbol são vistos como esportes elitistas e não acessíveis a todos, mas isso está mudando. Em Vancouver no Canadá, o Variety Challenger #Baseball Field é a nova casa de crianças com necessidades especiais, tanto físicas quanto mentais, que querem praticar o esporte.

Avaliada em C$ 300.000 a estrutura é totalmente equipada com o que há de mais moderno em relação à acessibilidade dessas crianças. O prédio é livre de escadas e a superfície sintética do solo é coberta por um material totalmente liso, facilitando assim a locomoção de meninos e meninas cadeirantes. Os vestiários são mais espaçosos e contêm entradas para acomodar jogadores que necessitam de ajuda para se locomoverem.

Publicidade
Publicidade

“Toda criança tem o direito de praticar o esporte (beisebol)”- declarou Andy Dunn, presidente do Vancouver Canadians.

O projeto de para-beisebol é uma colaboração entre o Variety Children Charity, Vancouver Board of Park & Recreation, Toronto Blue Jays e a filial Vancouver Canadians do time da Major League Baseball.

Challenger Baseball Canada

O programa Challenger oferecerá oportunidades para jovens com necessidades físicas e psíquicas que se interessem em praticar o esporte em um ambiente seguro e acolhedor, sem limites ou barreiras que as impeçam de jogar.

O Challenger Baseball começou a se estruturar em 2012 e hoje ajuda mais de 70 comunidades carentes por todo o Canadá. É esperado que esse número cresça ainda mais em 2017.

G-Slow WhellChair Softball Tournament

O primeiro G-Slow WhellChair Softball Tournament está acontecendo na Bélgica e conta com a participação de mais de 75 atletas de todas as idades e habilidades, com ou sem deficiência, que competem uns contra os outros.

Publicidade

G-Sports é parte de um programa de inclusão para crianças e adultos com várias deficiências que gostariam de participar de uma competição esportiva e vivenciar uma cultura desportiva.

A final do torneio de softbol para cadeirantes foi disputada entre uma equipe composta de treinadores de beisebol e softbol sem deficiência, mas em uma cadeira de rodas, e uma equipe de tênis de cadeirantes contra os atletas da Forest Wheels. O jogo foi para as entradas extras e o Forest Wheels sagrou-se campeão. #cadeirante