Desde que Alexandre Mattos foi contratado pelo Palmeiras para comandar o #Futebol, o clube já trouxe mais de 70 novos reforços em dois anos. O excesso de atletas, segundo o executivo, foi necessário para colocar o Verdão de volta com moral ao #Mercado da bola. Durante muitos anos só chegaram reforços medianos ou fracos e essa imagem precisava mudar.

Publicidade

Após ser campeão por dois anos seguidos (em 2015 foi Campeão da Copa do Brasil e em 2016 Campeão Brasileiro após 22 anos), a estratégia se mostra cada vez mais eficaz.

Publicidade

Em 2017 já foram contratados alguns nomes. Alejandro Guerra, Miguel Borja, Felipe Melo, Hyoran, Raphael Veiga e Keno são alguns dos jogadores que chegaram para somar. Além disso Eduardo Baptista chegou para o lugar de Cuca.

Chegadas e saídas

A saída de Gabriel Jesus já estava sacramentada desde o meio do ano passado. Para não interferir no futebol, o jogador pouco falou sobre seu futuro na época. O duelo contra a Chapecoense, no Allianz Parque, que decretou o título alviverde, foi a última partida dele com a camisa palestrina. Jesus foi o único jogador que deixou o clube, e Mattos agiu 'com mãos de ferro' para manter o elenco.

Recentemente, uma comitiva turca desembarcou no Brasil para tentar levar o atacante Dudu. Após conversa, Mattos confirmou que para fechar o negócio o clube deveria desembolsar um verdadeiro caminhão de dinheiro. A proposta assustou e o negócio não andou. O objetivo do #Palmeiras atualmente não é faturar com a venda de atletas, e sim ser Campeão da Copa Libertadores e disputar o Mundial.

Publicidade

Em paralelo a ideia também é manter o clube financeiramente saudável, assim como era com o ex-presidente Paulo Nobre.

Novo zagueiro

Até a próxima semana, o Palmeiras deve ratificar a contratação do zagueiro Luan, do Vasco da Gama. Após algumas reuniões com a Crefisa, Maurício Galiotte recebeu 'carta branca' para conversar com o clube carioca. Sabendo da condição palmeirense, a primeira resposta da proposta foi alta. Mattos tem reunião marcada e deve fazer a diretoria carioca demover da ideia do valor.