Em uma final eletrizante, o Fluminense levou a melhor nos pênaltis e venceu o #Flamengo na grande decisão da Taça Guanabara. No tempo normal, muita emoção: gols, belos lances, viradas e disputas até o fim. No desfecho, o empate em 3x3 acabou levando a decisão para as penalidades máximas. Mas, para Roger Flores, ex-jogador e atual comentarista do SporTV, uma decisão de Zé Ricardo, técnico do Flamengo, pode ter prejudicado a equipe.

Para Roger, a primeira opção do treinador ao trocar a equipe teria que ser a entrada do atacante Orlando Berrío, contratação recente que veio do Atlético Nacional, de Medellín, atual campeão da Libertadores.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a primeira substituição do Fla foi a entrada de Gabriel, no lugar de Mancuello, logo no início do segundo tempo, aos 10 minutos.

"Olha, eu respeito muito o trabalho do Zé Ricardo, acho que ele vem em um grande momento e ainda tem muito a crescer. Mas, na minha opinião, é uma escolha errada você lançar primeiro o Gabriel e deixar o Berrío, que vem jogando bem e é uma das principais contratações da temporada", disse Roger, no programa Troca de Passes, do SporTV, neste domingo, logo após a rodada.

"Claro que existem coisas internas, observações de treinamento, de repente alguma coisa na preparação física. Mas será que o Berrío não estaria bem e só poderia jogar 20, 25 minutos? Acho que não", questionou o ex-jogador, que durante a sua carreira teve passagens tanto por #Fluminense quanto por Flamengo.

Publicidade

Por volta dos 20 do segundo tempo, Berrío enfim foi chamado por Zé Ricardo e entrou na vaga do volante William Arão, que não ficou contente por ter saído. O colombiano teve boa movimentação e ajudou o Fla a buscar o empate em 3x3, o que forçou a decisão nas penalidades máximas.

Nelas, o Fluminense teve mais frieza e contou com os erros nas cobranças da dupla de zaga do Flamengo: Réver, que bateu fraco e facilitou para o goleiro Júlio César, e Rafael Vaz, que chutou para fora. Marcos Júnior bateu o pênalti decisivo para o time das Laranjeiras.