O atleta mais vitorioso da história do #Vasco, #Felipe sempre teve personalidade para dizer o que pensa publicamente, nunca guardou suas opiniões, mesmo que seja para criticar alguém publicamente. Ou então para debochar do adversário em alguma situação, como quando respondeu Vágner Love, dizendo que quem ''ganha a vida com a boca é cantor'', no carioca de 2012. Agora sobrou para o treinador René Simões, o qual Felipe comemorou não ter tido ele como comandante. ''Graças a Deus nunca trabalhei com ele. O histórico dele fala, quer sempre aparecer, chegou (no Vasco) dizendo que fiz um ato de indisciplina nas férias, porque falei que a gente precisava de jogador e não de diretor.

Publicidade
Publicidade

Nada contra ele, até porque tinha o Ricardo Gomes e Daniel Freitas. Mas o Roberto contratou ele, não falei porque era ele, falei pois o Vasco precisava de jogador, devido ao ano anterior ruim'', comentou no programa Jogando em Casa do Esporte Interativo.

No mesmo debate, Felipe também teve que falar sobre Eurico Miranda, o qual encheu de elogios. ''No início da minha carreira foi um excelente dirigente, quando joguei lá no início, foi muito importante. É claro que erra como qualquer pessoa, mas como presidente, no início da minha carreira era nota 10. Ele defende o Vasco até a morte, então os poucos problemas que tive com ele, foi em relação ao Vasco, não em algo pessoal. Ele sempre defendeu o clube, e eu, o meu lado'', afirmou.

Vale lembrar, que apesar de ter falado bem do atual mandatário do clube, Felipe fez parte da chapa que disputou a última eleição, contra o Eurico.

Publicidade

O ex meia esteve aliado ao candidato Júlio Brant, segundo lugar no pleito de 2014.

Juninho Pernambucano

Outro ponto abordado é a possível inimizade existente entre ele e Juninho Pernambucano, fato esse desmentido por Felipe. ''Tive o prazer de jogar junto dele, um dos ídolos da história do Vasco, então nota 10 pra ele'', disse. Quando questionado mais uma vez o motivo de criarem esses boatos, o ex apoiador explicou. ''Na realidade quando comecei a jogar com ele lá atrás, ele era casado e eu solteiro, depois mais experiente, nos dávamos bem. Jogamos futevôlei, saímos para jantar. Mas a imprensa bota o que vende.'', relatou. #René Simões