Após a semana tumultuada por conta da presença de uma ou duas torcidas, Fluminense e Flamengo mostraram, neste domingo, no Engenhão, um pouco da essência do futebol brasileiro. No final, melhor para o Tricolor que, nos pênaltis, derrotou o Flamengo pelo placar de 4 a 2 e garantiu a décima Taça Guanabara de sua história. No tempo normal, houve um empate de 3 a 3

Com esse título, a equipe das Laranjeiras carimbou, de forma antecipada, a presença nas semifinais do #Campeonato Carioca e, na quinta, irá ao Heriberto Hulse, em Criciúma, para encarar o time local pela terceira fase da Copa do Brasil. Enquanto isso, o Rubro-Negro volta as suas atenções para a estreia na Taça Libertadores, que acontecerá na quarta, no Maracanã, diante do San Lorenzo, da Argentina.

Publicidade
Publicidade

O clássico foi eletrizante desde o início. Logo aos quatro minutos, em contra-ataque puxado após falta mal cobrada por Diego, Wellington arrancou de seu campo até a área do Flamengo para, com um toque de pé direito, mandar a bola nas redes de Muralha: Flu 1 a 0.

A resposta flamenguista não demorou. Aos sete, Mancuello bateu falta pela direita, Júlio César saiu mal e a bola sobrou para Rafael Vaz finalizar. Henrique Dourado salvou em cima da linha, mas, no rebote William Arão dominou antes de empatar a partida. Aos 23 minutos, Pará cruzou da direita. Guerrero ganhou dos zagueiros e cabeceou firme. Júlio César espalmou, porém, Éverton testou firme, virando o marcador para o Flamengo.

Apesar da desvantagem, o Flu manteve o ritmo e, aos 32, foi recompensado quando Rafael Vaz, em escanteio cobrado por Sornoza, meteu a mão na bola dentro da área.

Publicidade

Pênalti que Henrique Dourado cobrou com categoria, igualando novamente o confronto.

Antes do intervalo, aos 40, Lucas, deslocado pelo meio, recebeu passe de Wellington e, na saída de Muralha, tocou no ângulo, recolocando o Fluminense em vantagem no placar.

No segundo tempo, o jogo diminuiu um pouco de ritmo. Precisando atacar, o Flamengo contou com as entradas de Berrío, Felipe Vizeu e Gabriel nos lugares, respectivamente, de William Arão, Trauco e Mancuello. Para conter os avanços rubro-negros, o técnico Abel Braga sacou Wellington, Sornoza e Henrique Dorado, promovendo as entradas de Marcos Calazans, Marquinhos e Marcos Júnior.

Quando tudo parecia definido, em falta batida da entrada da área com maestria, Guerrero fez o terceiro do Flamengo.

Veio os pênaltis e o Fluminense foi mais competente. Com cobranças firmes, Lucas, Henrique, Marquinhos e Marcos Júnior asseguraram o triunfo da agremiação das Laranjeiras. Diego e Paolo Gurrero ainda marcaram os gols rubro-negros, mas Réver e Rafael Vaz desperdiçaram as suas cobranças) e viram o adversário comemorar mais uma Taça Guanabara. #Fla-Flu #PaixãoPorFutebol