O goleiro Bruno acertou, nesta sexta-feira (10), contrato de dois anos com o Boa Esporte, time da cidade de Varginha, Minas Gerais, e está de volta ao #Futebol depois ser solto por uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal). O atleta conseguiu ser solto através uma liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello no fim do mês de fevereiro. Bruno estava em regime de prisão preventiva desde 2010 acusado de sequestrar, matar e ocultação de cadáver de sua ex-namorada Eliza Samudio, com quem teve um filho.

O clube mineiro com o qual Bruno assinou o contrato disputou o Campeonato Brasileiro da Série C em 2016 e conseguiu o acesso para a #Série B este ano.

Publicidade
Publicidade

O clube ainda não fez o anúncio oficial, o que está marcado para acontecer na próxima terça-feira (14). Bruno não conversou com a imprensa, mas fala em “momento de superação”. Ele já posou fotos com a camisa do seu novo clube.

O caso Bruno

Em 2010, quando Bruno vestia a camisa do Flamengo, ele foi acusado de envolvimento na morte de Eliza Samudio. Três anos depois, o goleiro foi condenado em primeira instância a 22 anos e 3 meses de prisão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver da ex-namorada, além do sequestro do seu filho com ela e por mantê-lo em cárcere de privado.

O goleiro recorreu da decisão, mas ainda não foi julgado na instância superior. Por isso, ele conseguiu a liminar junto ao Supremo Tribunal Federal. Enquanto não houver julgamento do recurso, Bruno responderá em liberdade.

Publicidade

Como será o retorno de Bruno aos gramados?

O retorno de Bruno aos gramados não será nada fácil, uma vez que o crime do qual é acusado ganhou uma grande repercussão mundial, não só pelo fato do assassinato, mas também pela motivação e barbaridade que tudo aconteceu.

O Boa Esporte está fazendo uma aposta arriscada, afinal Bruno está desde 2010 sem jogar futebol. Ele estava em uma excelente fase quando o crime aconteceu, mas muito tempo se passou e Bruno terá de mostrar serviço dentro das quatros linhas.

Com certeza, ele terá muito trabalho pela frente para recuperar a forma física e também precisa estar preparado psicologicamente para lidar com as críticas e insatisfação, o que é natural que se aconteça. #Esportes