A manifestação foi de livre e espontânea vontade, mas, neste domingo, o lateral-direito Daniel Alves admitiu que tem vontade de vestir as cores do #Flamengo um dia. Ele fez essa declaração em uma "live" ao vivo no seu Instagram. No entanto, rubro-negros, vale lembrar que o jogador é um dos destaques da Juventus, da Itália, com quem tem contrato válido até a temporada de 2018.

"Ô time que dá vontade de jogar é esse Flamengo, viu. Vi um jogo deles recentemente... Realmente, o Mengo é f..., o Mengão é f...", declarou o lateral.

Baiano de Juazeiro, Daniel Alves é um dos tantos jogadores do futebol brasileiro que deixa o país sem ser muito conhecido pelos torcedores.

Publicidade
Publicidade

Ele foi formado como atleta pelo Bahia, mas deixou o clube em 2002 para jogar no futebol europeu. O seu primeiro time fora foi o Sevilla, onde se destacou de 2003 a 2008 e chamou a atenção do Barcelona, que o comprou.

No ano passado, Dani deixou o Barcelona para atuar na Juve, da Itália, encerrando uma longa trajetória no clube catalão. Mesmo assim, ele garante que o Barça é sua casa. Na live, ele foi perguntado por internautas se existe a possibilidade de ele voltar a atuar ao lado de Messi, Neymar e companhia.

"Deu umas confusões sobre o que falei recentemente, mas o Barça é minha casa. Sempre falei que o Barça é minha casa", resumiu o jogador. Ultimamente, declarações do brasileiro contra diretores do Barcelona repercutiram.

Na seleção, o jogador está com muita moral nesta nova gestão do técnico Tite, que confiou no seu futebol e o estabeleceu como titular absoluto da lateral-direita.

Publicidade

Daniel ficou marcado pelo fracasso na Copa de 2014, disputada no Brasil, onde até chegou a perder a condição de titular para Maicon durante a campanha.

Atualmente, o lateral-direito do Flamengo é o sempre voluntarioso e dedicado Pará, que vem de um surpreendente ano de 2016. Na reserva, Rodinei é a opção do técnico Zé Ricardo. Mesmo assim, uma vaguinha para Daniel Alves na Gávea não seria nada exagero. Concordam, amigos rubro-negros? #Seleção de Futebol