Único jogador do atual elenco palmeirense a ter participado da Série B de 2013, #Fernando Prass vivencia de perto o renascimento do clube, que, da segunda divisão nacional virou campeão do país em menos de quatro anos. Novo ídolo da torcida por conta das grandes atuações e das demonstrações de comprometimento com o clube, Prass celebra a boa fase, mas se mantém ciente de que convive com a sombra de um antigo ídolo da equipe.

Para Prass, a "sombra" do ex-goleiro Marcos estará viva ainda por um bom tempo dentro do Palmeiras. Praticamente uma "entidade" do clube, Marcão jogou toda a sua carreira no alviverde e colecionou títulos e momentos gloriosos, como a conquista da Libertadores de 1999 (única na história do clube) e o Paulistão de 2008 - até hoje o último estadual vencido pelo Palestra.

Publicidade
Publicidade

"A sombra do Marcos sempre existirá. Hoje o valor de mercado de um goleiro não é tão alto, então imaginem quanto o Marcos valeria no futebol de hoje. Daqui a 20 anos vai continuar existindo a sombra do Marcos", declarou Fernando Prass em entrevista ao site da Revista Veja.

Além do título brasileiro do ano passado, no qual teve que assistir boa parte de fora, por conta de uma lesão, Prass foi fundamental na conquista da Copa do Brasil de 2015 sobre o Santos, quando inclusive bateu a penalidade máxima decisiva na disputa por pênaltis. Muito por conta disso ele revela que toda a sua trajetória no #Palmeiras, desde a chegada em 2013, tem sido intensa.

"Quando cheguei era 8 mil sócios, agora estamos em 130 mil. Não tinha estádio e hoje tem um dos principais da América Latina. Estava na segunda divisão, com um plantel muito pequeno, tendo que improvisar em várias posições.

Publicidade

No Palmeiras já vivemos de tudo. Por isso que digo que esses cinco anos foram bem intensos", acrescentou.

Antes de chegar ao Palmeiras, Prass consolidou o seu nome no futebol brasileiro jogando pelo Vasco, com quem conquistou a Copa do Brasil de 2011. Ele é formado nas categorias de base do Grêmio e também jogou no Coritiba e no União de Leiria, de Portugal.