O #Paraguai saiu da Arena Corinthians nesta terça-feira derrotado por 3x0, mas, ainda assim, o técnico Francisco #Arce encontrou motivos para reclamar da arbitragem. Embora tenha reconhecido a superioridade da seleção brasileira, que se classificou matematicamente à Copa do Mundo, Arce questionou o árbitro peruano Victor Carrillo e criticou Tite.

Em sua coletiva de imprensa, Arce comentou uma passagem durante o jogo em que Tite disse a ele: "Por trás, não" - em uma referência a uma entrada dura sofrida por Neymar. O paraguaio disse que não mandou os seus jogadores agredirem ninguém e chamou Tite de "nervosinho".

"Tite estava meio nervosinho.

Publicidade
Publicidade

Apelou sem razão. Reclamou para eu não mandar meus jogadores baterem por trás, após uma falta de jogo no Neymar. Em nenhum momento nós sugerimos isso. Não é nosso objetivo", declarou Arce, que, nos tempos de jogador, defendeu os brasileiros Grêmio e Palmeiras.

Apesar da crítica, Arce reconheceu que Tite está fazendo um "excepcional" trabalho no comando da seleção brasileira - são 9 vitórias em 9 jogos. Já o Paraguai tem 18 pontos nas Eliminatórias, no 8° lugar, e ainda buscará sua vaga nas quatro rodadas restantes. #Brasil