A quarta-feira de #Futebol foi incrível e emocionante. Especificamente no Allianz Parque, o coração de milhares de palmeirenses quase 'saiu pela boca' literalmente. A vitória contra o Peñarol por 3 a 2 não veio de maneira fácil, apesar do time brasileiro ter criando várias oportunidades e ter perdido até um pênalti.

O Peñarol saiu na frente com um gol de bola parada. O Verdão voltou bufando para o segundo tempo e conseguiu a virada rapidamente: Willian aproveitou sobra e empatou e Guerra saiu sozinho na cara do gol e passou para Dudu, que virou a partida.

Na sequência, Borja desperdiçou pênalti e Willian perdeu gol sem goleiro.

Publicidade
Publicidade

Os uruguaios empataram a partida e o jogo ficou muito paralisado. Catimbeiros, os jogadores de amarelo e preto seguraram a partida até onde dava. Dudu, após reclamar com a arbitragem, levou amarelo e na sequência foi expulso. O cartão vermelho gerou muita revolta em campo, mas os palmeirenses mantiveram a postura de tentar a vitória.

Aos 54 minutos, um minuto à mais do que havia prometido o árbitro, o Verdão teve um escanteio à seu favor. Era o último lance da partida sem sombra de dúvidas. Michel Bastos bateu e Fabiano subiu para desempatar e levar o estádio ao delírio. A vitória por 3 a 2 colocou o #Palmeiras na liderança do seu grupo na competição continental, dando mais tranquilidade para a sequência.

Cansaço

O atacante Róger Guedes não foi nem relacionado para o duelo desta quarta-feira.

Publicidade

O jogador reclamou de dores e teve que ser cortado. Eduardo Baptista explicou que na Libertadores é liberado apenas seis atletas de linha no banco. A limitação preocupou o treinador caso tivesse que fazer mais alterações e variar as opções.

O treinador já confirmou que o Palmeiras vai com força máxima para Campinas enfrentar a Ponte Preta, pelo primeiro jogo das semifinais do Campeonato Paulista. Porém a força máxima vai dentro dos limites e das condições dos atletas que passarão por uma avaliação pelo Departamento Médico do clube.

O lateral-direito Jean, que se recuperou de uma fissura no pé, já está disponível para jogar. Ele pode ser o titular no domingo e Fabiano pode retornar para o banco. Zé Roberto é outro jogador que pode ser poupado caso não tenha condições de jogo.

Borja, atacante que foi substituído e reclamou bastante da troca, deve ter uma conversa especial com o treinador para alinhar alguns pontos. O colombiano não deve ser problemas para encarar o time campineiro no final de semana. #Paulistão