O momento da seleção #Argentina está longe de ser dos melhores. Não apenas pela falta de títulos com o time principal, como também pela crise institucional que vive a Associação de Futebol Argentino (AFA). Diferentemente da seleção brasileira, em que Tite evitou uma catástrofe antes anunciada dentro de campo obtendo a classificação antecipada para a Rússia-2018, a atual vice-campeã do Mundo não consegue distinguir o futebol nas quatro linhas e no extracampo.

A situação fica ainda mais sombria quando há a torcida, ainda que indireta, para casos envolvendo os Tribunais da Fifa que lhe possam ser favoráveis. Nesta quinta-feira (6), a Federação Boliviana de Futebol, punida nas Eliminatórias com a perda dos pontos em dois de seus jogos pela escalação irregular do atleta naturalizado Nicolás Cabrera, admitiu que lutará na Corte Arbitral do Esporte (TAS, na sigla em inglês), pela devolução dos quatro pontos conquistados dentro de campo contra Chile e Peru.

Publicidade
Publicidade

Defesa rasa

O argumento dos bolivianos para convencer o TAS não é tão convincente. Segundo o presidente da entidade, Marcos Peredo, houve também um erro por parte de chilenos e peruanos, que deveriam reclamar com 24 horas após a partida. O que, de fato, não aconteceu. A punição veio somente dois meses depois, por determinação da própria Fifa.

Curiosamente, a Bolívia foi a algoz da Argentina nas Eliminatórias Sul-Americanas, com uma vitória por 2 x 0, em La Paz, colocando a Albiceleste na zona de repescagem contra uma seleção da Oceania (possivelmente a Nova Zelândia). A mesma seleção andina pode ajudar a Argentina nesse momento, uma vez que o Chile perderia dois pontos e iria para a quinta colocação. Os quatro primeiros colocados das Eliminatória classificam-se direto para a Copa do Mundo.

Publicidade

Caso a Bolívia consiga recuperar os quatro pontos perdidos na classificação, chegaria aos 14 pontos, ainda muito distante de obter uma vaga à Copa do Mundo – o Chile ficaria com 21, sete a frente dos andinos. Os peruanos, que entraram na briga por uma das vagas, entretanto, seria prejudicado, perdendo os três pontos que lhe foram atribuídos, indo para 15 pontos. Hoje, o Peru está em 7º lugar, com 18 pontos, cinco atrás da Argentina, que está na zona da repescagem.

Messi

Punido por quatro jogos nas Eliminatórias Sul-Americana por conta de uma ofensa ao trio de arbitragem brasileiro, Lionel Messi só deve retornar à #Seleção Argentina na última rodada das Eliminatórias, em outubro. O advogado do jogador, Juan de Dios Crespo, afirmou que, no atual momento, "não seria ético falar sobre a redução da sanção quando ainda não há uma petição pronta". A ausência do jogador coloca em xeque a situação da Argentina na Copa do Mundo.