Querendo chegar à série A do #Paulistão, a bandeirinha Denise Bueno negou, na última semana, convite para posar nua para a revista Sexy. Jovem e formada em psicologia, a nova assistente de arbitragem do #Futebol paulista falou com a Blasting News e declarou que não tem pretensão nenhuma em sair pelada. "O meu foco não é posar nua, tenho me dedicado à carreira de assistente de arbitragem. Este ensaio é algo que posso pensar para o futuro”, disse.

Denise não vê com bons olhos os termos clichês usados para definir mulheres bonitas, como “musa” ou “boazuda”, mas entende que terá que sofrer com isso durante o trabalho. "Estes rótulos não cabem e eu não levo a sério.

Publicidade
Publicidade

Mulher é sempre vista pela beleza e sofre esse tipo de assédio, mas estou me dedicando e nada irá me atrapalhar”, declara

A psicóloga por formação teve que encarar as salas de aulas novamente para se tornar bandeirinha. Com apenas o primeiro nível do curso, seus olhares não estão apenas para jogos da várzea. Denise, pouco a pouco, projeta onde quer chegar. “Só tive um jogo apenas e estou esperando o próximo. Vou fazer outros cursos na Federação Paulista para chegar até a série A do Paulista, quem sabe até a Fifa? Não descarto nada”, projeta Bueno. Números da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) mostram que apenas a bandeirinha Ana Paula Oliveira conseguiu o escudo da Fifa, sendo mulher brasileira.

A mudança na carreira não apaga o passado dos ensaios sensuais. Com um grande portfólio, a jovem assistente não dá importância para fotos e diz porque fez os ensaios.

Publicidade

“Fiz um ensaio no mês passado, não pretendo ser modelo. Apenas gosto do meu corpo e de me ver nas fotos. Fui candidata a musa do Paulistão pelo Linense, pois moro em Lins e hoje a atenção é diferente na minha carreira”, declara.

Fitness

A caminhada para ser bandeirinha teve início no CDC Estrela do Campo, em São Paulo. Trabalhando na partida entre Embaçados Santos contra União Campo Grande, Denise sentiu o desgaste em correr 90 minutos por aproximadamente 100 metros. “Já ando preocupada com o meu corpo, pois não quero perder peso e ficar muito magra. Já treino há mais de quatro anos e tenho buscado fazer os aeróbicos apenas na partida e durante a semana um pouco menos”, diz a bandeirinha fitness

Sem confirmação do seu próximo jogo, a nova bandeirinha aguardar para atuar novamente nos gramados paulistas. "Ainda não sei quando será o meu próximo jogo; a Federação avisa apenas três dias antes e temos que nos preparar".